Quem sou eu

Minha foto
Viamão, RS, Brazil
Trabalhador, de Esquerda e Socialista!

Meu Site

Meu Site
Um Click e conheça quem é Itamar Santos

Total de visualizações de página

1ª CVS Rs

1ª CVS Rs
6,7 e 8 de Outubro de 2017 na FETAG RS.

1 ª CVS RS

1 ª CVS RS
Fetag RS

Eleição do CES RS

Eleição do CES RS
Eleito Vice Presidente do CES RS em 15-12-16

O Nosso Estado.

O Nosso Estado.
Rio Grande do Sul

sábado, 20 de janeiro de 2007

O Comércio da Fé.

O Comércio da Fé.

Toda religião quando levada ao absurdo do fundamentalismo ela se torna prejudicial aos seus seguidores, pois a meu ver os seus fiés não percebem os limites e os valores do certo e do errado.

Ao longo da historia humana a religião sempre esteve a serviço de maus governantes servindo como instrumento alienador do pensamento crítico de populações inteiras e de pessoas inescrupulosas que se utilizam da “boa fé” do outro para se beneficiar financeiramente.

Já tivemos em nossa historia recente escândalos envolvendo padres pedófilos e pastores evangélicos enriquecendo a custa de seus humildes seguidores como aconteceu com o bispo Macedo e mais recentemente a Pastora Sônia Hernandes e seu esposo o também bispo Estevam, fundadores da Igreja Renascer que foram presos ao entrarem nos EUA com a bagatela de 56,5 mil dólares subtraídos dos bons e fiés brasileiros.

Segundo o IBGE o Brasil tem cerca de 75% de sua população formada por católicos, portanto uma ampla maioria de pessoas cristãs. Mas esse fato não significa que não se tenha grandes contradições envolvendo a religião, economia e comportamento.

As maiores contradições aparecem nas festas natalinas, que teoricamente seriam para relembrar o nascimento de Jesus.

Mas o Natal, que tem 17 séculos e foi instituído pelo Papa Libério, em 354 dC substituindo as festas pagãs que celebravam a solstício de inverno foi transformado em uma data meramente consumista e pagã, onde a adoração ao consumo é o mais importante. O Natal passou a ser só uma desculpa para se consumir mais, muito mais do que o necessário.

O capitalismo tem aproximadamente uns 250 anos e a desenfreada “vontade de consumir” ou o consumismo surgiu a partir do século passado (XX) com o advento da produção industrial que transforma o que até então era uma produção de subsistência para uma produção em massa que fez gerar um consumo também em massa. No momento em que se produz mais, tem que se vender mais e para que isso aconteça se produz, ou melhor, se induz as pessoas a comprar mais, mesmo sem necessidade.

Aí se criou a propaganda, que gerou uma lógica funesta nas pessoas criando a necessidade do tipo: “compro, logo existo” e o Papai Noel é o símbolo dessa associação entre Natal e consumo.

Essa associação nada tem a ver com o real sentido da data. Segundo o teólogo e filosofo Claudemiro Godoy do Nascimento mesmo a Igreja Católica tendo adquirido territórios na Idade Média e tendo controlado muita riqueza, o lucro sempre foi mal visto pela teologia católica por se tratar de acumulação de bens. (ver BF. Ed.199)

Aponta também que há uma transformação no catolicismo, puxado pelos carismáticos que assumem a teologia da prosperidade, mesma teologia dos grupos protestantes pentecostais que compram o Deus e o Jesus que querem deixando de lado a ética católica da Doutrina Social e a teologia da partilha.

Com ou sem religião os cristãos de boa fé tem sempre que ter em mente de que os ensinamentos do Cristianismo nos dizem para mantermos o espírito natalino partilhando momentos com aqueles que não têm condições ou de celebrarmos a boa colheita ou o novo emprego que saciará a fome do desempregado. Afinal aqui não tem neve para se adorar Papai Noel.

Ou muda-se essa lógica perversa ou se assume na pior das hipóteses o espírito explorador do capitalismo e suas conseqüências como as explorações desenvolvidas pelos Macedos, Sônias e Estevam que sempre estarão à espreita para manipular e explorar um ser desesperado.

veritasantos@brturbo.com.br

Lobo em pele de cordeiro.

Lobo em pele de cordeiro.

Utilizo mais um ditado popular par demonstrar que os fatos que pesquisei apontam para a vida real e de como muitas pessoas se utilizam da ingenuidade dos outros para se passar por bem intencionados, por isso o trocadilho.

Estou falando do recente reeleito governador do Mato Grosso, Blairo Maggi que é considerado pelo movimento ambientalista de ser o garoto propaganda da mentalidade predatória.

Maggi é conhecido como o rei da soja por ser o maior produtor mundial dessa leguminosa, só que para ter esse titulo o seu Estado, no qual ele é governador pela segunda vez, foi por três anos consecutivos o campeão de desmatamento no Brasil, feito que lhe rendeu outro titulo o Motosserra de Ouro, concedido pelo Greenpeace.

Maggi, além de ser governador do Mato grosso é também proprietário de mais de 400 mil hectares, em três gigantescas propriedades e varias outros menores, fornece credito e adquire soja de cerca de 900 outros produtores. Ele é dono do Grupo André Maggi que herdou de seu pai André que participou da abertura da fronteira agrícola no Mato Grosso, onde fundou um império no setor do agronegócio.

E sua ascensão econômica se deu juntamente com a aceleração do desmatamento no Brasil, assim como a sua emergência como potencia agrícola global

Herdeiro desse império, Maggi se coloca como sendo um produtor ecologicamente correto, fato esse que pode confundir toda sociedade brasileira. Não podemos nos enganar com essas atitudes ‘benéficas’ de Maggi, pois é alarmante a quantidade de agrotóxicos que se infiltram na bacia hidrográfica da região, bem como a alta quantidade de cal para neutralizar a acidez do solo, assim como os fertilizantes, pesticidas e herbicidas utilizados nas enormes plantações de soja.

Ah! Não se esqueçamos de uma de suas fazendas, com mais de 80 mil hectares está localizada na nascente do rio Xingu, um elemento de forte preocupação para os povos indígenas que convivem com o envenenamento da água e com a conseqüente mortandade dos peixes.

Na verdade ninguém sabe por quanto tempo os solos ácidos e superficiais da Amazônia podem ser enriquecidos artificialmente e sendo assim a possibilidade de que o fim disso tudo possa ser duas catástrofes, uma ambiental e a outra econômica e tudo isso em nome da insânia ganância de homens como esse que fazem parte a elite privilegiada do país. Esse é o grande risco que corremos.

Mas, não são só os Maggi que lucram com a soja. A John Deere, fabricante americana de maquinas agrícolas esta instalada ao longo da BR 163 onde domina as vendas desse tipo de equipamento, alem da ADM, Bunge e da Cargill, todas as empresas multinacionais americanas que também transformam o verde da soja brasileira e dólares americanos também verdinhos.

Outro fato de que o Governo Brasileiro tem que ficar atento é para como a infinidade de “ONG’s” internacionais que se colocam como defensoras da Amazônia. Vindas de onde vem. Ter precaução, sempre é bom.

veritasantos@brturbo.com.br

sexta-feira, 19 de janeiro de 2007

O que queremos?

O que queremos?

Inicialmente quero afirmar que o debate ora em curso não significa medir quem empiricamente domina os conhecimentos sobre socialismo, comunismo ou outro modo de se viver. Ficando isso claro entre nós quero continuar afirmando que todo o conhecimento teórico que dispomos deve nos servir para incorporá-los a nossa pratica. Se nos reivindicamos socialistas, no mínimo devemos ser solidários e o mesmo serve para a questão da democracia, não a burguesa que está aí, mas a democracia que nasça do debate com a classe trabalhadora e para que isso ocorra requer que as nossas direções partidárias, sindicais e populares estejam imbuídas dessa pratica.

Tendo isso como objetivo, estou claro que já é passado da hora de termos entre nós bem claro a conceituação do que é ser de direita ou de esquerda, que esta intimamente ligado a pratica de cada individuo e a parti desse para a sua entidade. Então companheiros o exemplo de Serra esta colado a direita, pois a sua pratica é de Direita, ou seja, contraria aos interesses da classe trabalhadora (trabalho, distribuição de renda e tantos outros). Não nos é permitido como direção ou como base utilizar dessa dualidade.

Desde que, ainda jovem sem saber muito bem sobre as questões teóricas da política, optei pelo PT sempre compreendi que eu era e sou um individuo de esquerda e isso não significa que não podemos discordar entre nós.

Por sermos uma tendência e estarmos dentro de um partido que mais se a próxima de uma frente política é que me convenço de que em nossas direções devam estar representadas todas as posições filosóficas e ideológicas que formam o conjunto da tendência e/ou do partido.

Nossas diferenças e divergências se concentram explicitamente neste distanciamento entre direção e base, pois também pode ser avaliado como demagógica a simplista definição de que basta se tiver direção ou quadros altamente intelectualizados para que ocorram as transformações que tanto lutamos para que aconteça. As Direções devem estar em permanente contato com a sua base e vice-versa para que o movimento (Partido ou Mov. Popular) esteja em permanente atividade.

Nossa contribuição vai de encontro com a necessidade que temos de realmente refundar o PT e os pensamentos de esquerda nos preceitos revolucionários aproveitando aquilo que de bom que cada um deles apresentou a classe trabalhadora. Um Partido como o PT tem que se recompor proporcionando uma nova estrutura que rompa com essa atual onde os quadros dirigentes e intelectualizados criaram uma classe eletizada que se utiliza do poder para obter privilégios. Um Partido que se reivindica dos trabalhadores tem que romper com essa estrutura verticalizada e se constituir a partir de uma nova organização horizontal e isso não significa ser basista unicamente, isso implica em estar em permanente processo de construção e de organização onde dirigentes e não dirigentes tenha responsabilidades de propor e executar as tarefas que foram decididas por consenso, partindo para um patamar acima daquele representada pela democracia de proporcionalidade.

A partir da refundação de um Partido que realmente tenha interesse em abrigar as massas operarias e como ela fazer as transformações de que a sociedade brasileira precisa, já é passada a hora de propormos as mudanças necessárias para que aconteçam transformações estruturais.

Nossa tarefa deve passar pelo rompimento com essa sociedade em que vivemos onde predomina a economia de acumulação que impede o desenvolvimento de uma sociedade igualitária, na qual as diferenças possam ser reduzidas até o fim das tensões sociais. Um dos caminhos para conquistarmos essas mudanças é fortalecer a educação e entregar a população os instrumentos do conhecimento. È por isso que é fundamental estarmos em partido institucional e com possibilidades concretas de estando no “poder” local direcionar seus esforços para fins coletivos e não individuais os de “grupos de amigos.”

O PT já teve inúmeras experiências administrativas, em especial a Presidência da Republica, portanto devemos dar uma basta aos discursos e iniciar um novo processo de embate com a classe dominante no Brasil é preciso tomar ações concretas, temos que colocar o serviço público realmente a serviço do publico, temos que aprofundar a reforma agrária e a defesa da internacionalização da luta dos povos oprimidos pelo imperialismo norte americano e israelense.

Alem de lutas programáticas, devemos contribuir decisivamente para eliminar a burocracia e a corrupção para se possa construir uma nova institucionalidade. Todas essas lutas devem ser propostas ao povo através das nossas ações enquanto militantes de base, de direções ou como representante do povo a frente das instituições publicas sendo os agentes dessa transformação.

Todos os nossos esforços para avançarmos em nossos governos devem estar intimamente ligados a participação popular na concepção da palavra, onde o povo seja o sujeito das transformações, sendo assim instrumentos como o orçamento participativo deve estar à disposição daqueles que realmente precisam sendo suas demandas sejam realmente executadas.

O PT deve retomar o seu papel dirigente dos governos em que administra e frente ao processo político de transformação da sociedade brasileira em uma sociedade socialista para isso é necessário que trabalhe com afinco na conscientização de seus militantes, dos servidores públicos propondo a mudanças nos valores éticos das pessoas. Todo processo revolucionário requer um partido bem estruturado e para isso nele devemos ter quadros políticos qualificados capazes de dirigir qualquer organização (Foi uma falha quando assumimos os governos, os quadros foram absorvidos e o partido fica a mercê de oportunistas); por isso a necessidade da aproximação entre direção e base.

Um partido realmente revolucionário tem que abdicar das decisões de cúpulas, tudo deve ser discutido com a base (Nós já praticamos isso nos primórdios do PT), tem que ter a participação do povo.

A refundação do PT como partido dirigente passa pelo papel de ser o promotor dos meios de potencializar a democracia e a igualdade na sociedade. E refundar não significa negar o projeto socialista, mas sim reafirmá-lo, aprofundá-lo.

Não se trata aqui de renegar as direções e sim impor uma nova forma de atuação onde a horizontalidade seja pré suposto básico para a sua formação, isto é, outro modo de propor direção e organização onde, repito as bases e suas direções possam deliberar em conjunto.

Quanto a vir assumir um cargo de direção isso deve ser uma preocupação que todo dirigente deve ter em produzir consciência em seus militantes afim de que eles tenham condições de dirigir o partido, a tendência ou o sindicato, criando assim os famosos rodízios coletivos onde todos tenham as mesmas oportunidades e possam assim adquirir experiências. Se isso é fazer o que quiser sem discussão, nós não estamos falando o mesmo idioma, pois a minha tese é justamente o contrario, quanto mais participação, mais democracia e unidade teremos.

E quanto ao subcomandante Marcos, só o fato dele ter esse pensamento já merece a nossa admiração, pois o EZLN teve e tem um papel importante na luta da esquerda da América Latina, bem como Ortega teve durante a revolução Sandinista na Nicarágua, apesar da conciliada que deu após quando foi governo.

Comunismo e anarquismos são estágios superiores ao socialismo, portanto, primeiramente me satisfaço em construir o socialismo sabendo que ele não é o fim, mas o meio de se atingir a perfeição da humanidade em sociedade.

veritasantos@brturbo.com.br

ESCOLI A N°01

ESCOLI A N° 01

Mais uma vez recebi uma carta eletrônica que vou dividi-la com você porque achei que é a pura realidade.

Entrei apressado e com muita fome no restaurante.

Escolhi uma mesa bem afastada do movimento, pois queria aproveitar os poucos minutos que dispunha naquele dia atribulado, para comer e consertar alguns bugs de programação de um sistema que estava desenvolvendo, além de planejar minha viagem de férias que há tempos não sei o que são.

Pedi um filé de salmão com alcaparras na manteiga, uma salada e um suco de laranja, afinal de contas fome é fome, mas regime é regime né?

Abri meu notebook e levei um susto com aquela voz baixinha atrás de mim:

- Tio, dá um trocado?

- Não tenho menino.

- Só uma moedinha para comprar um pão.

- Está bem, compro um para você.

Para variar, minha caixa de entrada esta lotada de e-mails.

Fico distraído vendo poesias, as formatações lindas, dando risadas com as piadas malucas. Ah! Essa musica me leva a Londres e às boas lembranças de tempos idos.

- Tio, pede para colocar margarina e queijo também. Percebo que o menino tinha ficado ali.

- Ok. Vou pedir, mas depois me deixe trabalhar, estou muito ocupado, tá?

Chega a minha refeição e junto com ela meu constrangimento. Faço o pedido do menino, e o garçom me pergunta se quero que mande o garoto ir embora. Meus resquícios de consciência, me impedem de dizer.

Digo que está tudo bem. Deixe-o ficar. Que traga o pão e, mais uma refeição decente para ele.

Então ele sentou à minha frente e perguntou:

- Tio o que esta fazendo?

- Estou lendo uns e-mails.

- O que são e-mails?

- São mensagens eletrônicas mandadas por pessoas via Internet (sabia que ele não ia entender nada, mas, a título de livrar-me de maiores questionários desses):

- É como se fosse uma carta, só que via Internet.

- Tio você tem Internet?

- Tenho sim, essencial ao mundo de hoje.

- O que é Internet?

- É um local no computador, onde podemos ver e ouvir muitas coisas, notícias, músicas, conhecer pessoas, ler, escrever, sonhar, trabalhar, aprender.

Tem de tudo no mundo virtual.

- E o que é virtual?

Resolvo dar uma explicação simplificada, novamente na certeza que ele pouco vai entender e vai me liberar para comer minha refeição, sem culpas.

- Virtual é um local que imaginamos algo que não podemos pegar tocar.

É lá que criamos um monte de coisas que gostaríamos de fazer.

Criamos nossas fantasias, transformamos o mundo em quase como queríamos que fosse.

- Legal isso. Gostei!

- Mocinho, você entendeu que é virtual?

- Sim, também vivo neste mundo virtual.

- Você tem computador?

- Não, mas meu mundo também é desse jeito... Virtual. Minha mãe fica todo dia fora, só chega muito tarde, quase não a vejo, eu fico cuidando do meu irmão pequeno que vive chorando de fome e eu dou água para ele pensar que é sopa, minha irmã mais velha sai todo dia, diz que vai vender o corpo, mas não entendo, pois ela sempre volta com o corpo, meu pai está na cadeia há muito tempo, mas sempre imagino nossa família toda junta em casa, muita comida, muitos brinquedos de natal e eu indo ao colégio para virar médico um dia. Isso é virtual não é tio???

Fechei meu notebook, não antes que as lágrimas caíssem sobre o teclado.

Esperei que o menino terminasse de literalmente "devorar" o prato dele, peguei a conta, e dei o troco para o garoto, que me retribuiu com um dos mais belos e sinceros sorrisos que já recebi na vida e com um "Brigado tio você é legal!".

Ali, naquele instante, tive a maior prova do virtualismo insensato em que vivemos todos os dias, enquanto a realidade cruel rodeia de verdade e fazemos de conta que não percebemos!"

Se for História ou Estória, não importa. O que importa é a Msg.

Você, agora, tem duas escolhas...

1. Enviar esta mensagem aos amigos e amigas ou

2. Apagá-la, fingindo que não foi por ela tocado.

Como pode ver, escolhi a nº. 1.

veritasantos@brturbo.com.br

quinta-feira, 18 de janeiro de 2007

AMAZÔNIA

AMAZÔNIA.

Está na moda falar, ler e ver a Amazônia na TV, só que as novelas ou as varias reportagens sobre o continente verde não se reportam a verdadeira realidade pela qual a floresta passa e o grande risco em que o planeta sofre com a sua destruição.

Com a tal da globalização as grandes corporações nacionais e estrangeiras estão invadindo a Amazônia e acelerando a sua destruição, muitas vidas já tombaram na tentativa de defendê-la, entre vários nos lembramos de Chico Mendes e da Irmã Doroty que morreram porque não concordaram com tamanha destruição.

Nos últimos 40 anos, 20% da floresta amazônica foram derrubadas, isso é mais que em todos os 450 anos anteriores, desde a colonização do país e os cientistas prevêem que outros 20% das arvores sejam eliminadas nas próximas duas décadas se continuar o ritmo destrutivo de derrubada de 150 campos de futebol a cada 10 minutos. Todo esse crime é para que a fronteira agrícola avance em uma terra que a lei é dominada por armas, motos serras e tratores, onde os funcionários e agentes do governo são ineficazes porque são mal equipados, mal remunerados e por isso com grande probabilidade de serem corruptos também.

Ah! E por mencionar estes fatos, você já gravou esses programas, não. Pois bem, grave. Porque daqui a uns trinta ou quarenta anos não veremos mais arvores como as seringueiras ou os jatobás da Amazônia. Estarão todos transformados em moveis luxuosos que foram roubados do nosso país e vendidos a preço de ouro aos europeus e aos norte americano ou simplesmente transformado em carvão para satisfazer a ganância da elite brasileira.

A Amazônia está sendo roubada pela apropriação ilegal de suas terras, possibilitada pela corrupção, por táticas violentas e escrituras forjadas a que se deu um nome especifico para isso de grilagem (nome advindo da pratica de se colocar as escrituras falsas nas gavetas para que os grilos as comecem e assim ficassem com aparência de ser antiga).

Serrarias clandestinas e falsificação de documentos para liberação de madeira são alguns dos instrumentos do desmatamento ilegal da floresta que precisa ser socorrida com urgência. Se o governo federal não intervier com firmeza a lei do coronelismo se manterá, tendo em vista a gritante ausência do Estado Brasileiro naqueles confins.

Chico Mendes e a freira Doroty Stang foram assassinados porque defendiam um modo diferente de explorar a floresta que propunha uma agricultura familiar capaz de permitir a subsistência sem devastá-la e que para isso era preciso organizar os colonos ao longo da Transamazônica em comunidades unidas, combativas e ambientalmente esclarecidas, prontas a enfrentar os violentos bandos de fazendeiros e especuladores interessados em se apoderar das terras. Este modelo deve ser seguido pelo governo federal já no atual mandato do Presidente Lula a bem de que as futuras gerações possam ter a oportunidade que nós tivemos de beber um dia água potável ou de ouvir o canto dos pássaros.

Ou se nada for feito não teremos tempo nem de rezar como vez a Irmã Doroty quando percebeu que a morte era o seu fim: ”Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos” (Evangelho de São Mateus, cap.5) disse a freira antes dos assassinos puxarem o gatilho.

veritasantos@brturbo.com.br

A Farra Continua.

A Farra Continua.

A mídia nacional tem valorizado muito em seus noticiários o fato de parlamentares suplentes assumirem cadeiras no Congresso Nacional durante o período de um mês.

A forma como circulam as notícias, causam a falsa impressão de que foi dado um "jeitinho" para gastar mais um pouco de dinheiro público. Mas as coisas não são bem assim: 1) O Congresso Nacional é formado por 513 Deputados Federais e 81 Senadores e tem previsão orçamentária relativa a esse número de parlamentares, ou seja, não importa quanto tempo ou quantas vezes suplentes assumem, o orçamento é o mesmo; 2) Mesmo havendo recesso (que não significa férias), o país segue não podendo abrir mão do funcionamento de seu parlamento, sob pena de quebrar o equilíbrio entre os poderes.

No processo eleitoral de 2006, mudaram os governos e parlamentos nas esferas nacional e estadual no Brasil. O poder executivo assume no dia 1º de janeiro. Com isso, os parlamentares que se elegeram governadores ou assumiram secretarias nos seus respectivos estados tiveram, obrigatoriamente, que se licenciaram de suas cadeiras no Congresso. Como o legislativo somente muda a legislatura em 1º de fevereiro, obrigatoriamente os suplentes (que também foram votados em 2002 para essa tarefa) devem assumir até o fim de janeiro.

É do jogo e da necessidade democrática. O problema nesse processo é de outra monta. A verdadeira "farra" não está sendo debatida na mídia: Nelson Proença, Deputado Federal eleito pelo PPS aceitou ser secretário de Desenvolvimento do governo Yeda-Feijó no RS; Proença, 4 dias depois de assumir a pasta de Desenvolvimento do Estado, licenciou-se até o dia 1º de fevereiro, deixando o diretor-geral da pasta respondendo "oficialmente" pela Secretaria.

O mesmo caminho foi trilhado por José Fortunati, do PDT. Na lista de suplentes que assumiriam cadeira no Congresso até fins de janeiro, Fortunati licenciou-se da Secretaria de Planejamento da prefeitura de Porto Alegre para poder assumir o "mandato-tampão".

Essa é a morada da verdadeira "Farra de Janeiro". Nelson Proença e José Fortunati abandonam o Desenvolvimento do RS e o Planejamento de Porto Alegre, tarefas que lhes foram confiadas, com o único objetivo de aumentar seus rendimentos à custa de dinheiro público.

E a farra continua aqui no legislativo local também, como somente foi reduzido o numero de vereadores, mas o dinheiro que o executivo manda para a câmara é o mesmo eles arrumam um “jeitinho” de gasta-lo em beneficio próprio. Já teve de tudo, desde estagiário e CC fantasma e agora a Câmara tem uma conta num posto de gasolina de mais R$ 100.000,00 por mês.

A Câmara Municipal de Vereadores tem carro? No que é gasto toda essa gasolina? E os vereadores que contrataram os funcionários fantasmas já foram julgados?

Pois, os dias de 2007 passarão rapinho e em 2008 tem novas eleições que pode reeleger os mesmos de sempre para a imprensa, como sempre, botar a culpa nos políticos novamente e tudo fica assim.

veritasantos@brturbo.com.br

Este texto foi o Editorial do Programa Espaço Sindical de 10 de janeiro de 2007, na Radio Sta. Isabel 91.7FM.

6ª Conferência Estadual de Saúde, de 1 a4 de Setembro de 2011, em Tramandaí/RS

14ª Conferência Nacional de Saúde, de 30 de Novembro a 04 de Dezembro, em Brasilia.

1ª Conferência de Saúde Ambiental de Viamão.

1ª Conferência de Saúde Ambiental de Viamão.
Itamar Santos é eleito Delegado à etapa Estadual.

Representantes de Viamão na I Conferência Nacional de Saúde Ambiental-Etapa Estadual

Representantes de Viamão na I Conferência Nacional de Saúde Ambiental-Etapa Estadual
Verônica-PMV, Delmar-ONG, Simone-UAMVI, Itamar Santos-Mov. Sindical.

A Igreja Matriz de Viamão.

A Igreja Matriz de Viamão.
Referência de um Povo.

As 10 estratégias de manipulação midiática, por Noam Chomsky

Neoliberalismo e Globalização. Saiba o que são!

Juizes e suas Mordomias! Isso o JN não mostra.

CHÊ

CHÊ
O Maior Revolucioário que já viveu!!!

Bandeira do nosso time.

Bandeira do nosso time.

Eu sou Gaúcho

Eu sou Gaúcho
Mas,bah! Tche!

fidel

fidel
Um Lider

Saramago disse:

Eu na Internet

Charges que falam por si!!!!

Charges que falam por si!!!!
Sarney

Ataque aos Trabalhadores I

Ataque aos Trabalhadores I
Bm usa cavalaria contra MST em São Gabriel.

Ataque aos Trabalhadores

Ataque aos Trabalhadores
Trabalhadores encurralados pela BM em São Gabriel.

Assassinato do Trabalhador Rural Elton Brum em São Gabriel-RS

Assassinato do Trabalhador Rural Elton Brum em São Gabriel-RS
Marcas do tiro de calibre 12, arma da BM do Governo Yeda(PSDB,PMDB,PTB,PP,DEM) - Fotos do rsurgente-

Assassinato de São Gabriel

Assassinato de São Gabriel
Tiro a traição, da BM, mata trabalhador rural em São Gabriel.

A Guerra.

A Guerra.
BM usa armas de guerra contra MST em São Gabriel.

Paim prestigia ato em Viamão.

Paim prestigia ato em Viamão.
Paim observa discurso de Itamar Santos.

E o Congresso?

E o Congresso?
Sarney

Os Congressistas.

Os Congressistas.
Da coleção Sarney 2009

Visitantes. A partir de 05/10-2009

Paim em Viamão.

Paim em Viamão.
Ronaldo, Senado Paim, Itamar Santos e Ridi.