Quem sou eu

Minha foto
Viamão, RS, Brazil
Trabalhador, de Esquerda e Socialista!

Meu Site

Meu Site
Um Click e conheça quem é Itamar Santos

Total de visualizações de página

1ª CVS Rs

1ª CVS Rs
6,7 e 8 de Outubro de 2017 na FETAG RS.

1 ª CVS RS

1 ª CVS RS
Fetag RS

Eleição do CES RS

Eleição do CES RS
Eleito Vice Presidente do CES RS em 15-12-16

O Nosso Estado.

O Nosso Estado.
Rio Grande do Sul

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Uma Guerra de Classes esta em curso no Brasil.



            A ofensiva contra Lula não tem mais limites, Julgamento do mensalão, Operação Porto Seguro e agora o vazamento na imprensa de novo depoimento feito à Procuradoria-Geral da República por Marcos Valério, réu condenado a 40 anos de prisão.

            É uma guerra sem quartel, sem data para acabar.

            Não bastava condenar os dirigentes do PT acusados no processo do mensalão. O objetivo maior era e é demolir a imagem do principal líder do partido que completa dez anos no governo central agora em janeiro.

            Os antigos donos do poder simplesmente não se conformam de ter perdido o controle do país depois de 500 anos de domínio e de saque das riquezas desta terra.

            Não há Santos não, mas Lula foi e esta sendo vitima de preconceito da elite podre desse país, que tem seus tentáculos na grande mídia.

            O PT como todos os partidos tem seus personagens inescrupulosos, mas quando é do PT é noticia nacional em todos os jornais do dia e da noite. 

Tantos outros também sofreram com isso: Leonel Brizola, Miguel Arraes, Luíza Erondina, etc.

            O problema todo é que o brasileiro é norteado pela televisão e pelos instrumentos de massas e tudo que apresentam nesses instrumentos é tido como verdadeiro, falta a consciência independente e crítica em grande parte da população que se deixam levar pelos “formadores de opinião” sem se darem conta que estes formadores tem interesses individuais e coletivos para irem contra as politicas que estão sendo implementadas pelos consecutivos governos do PT.

            Pode ser que Lula tenha sido vítima de sua fraqueza, mas qual fraqueza?

            A de não ser um letrado com "nível superior"?

            Os outros que governaram o país, não são perseguidos assim.

Fernando Henrique que comprou sua reeleição, dizia pra esquecerem o que ele escreveu quando era sociólogo, Sarney na Academia de letras, Collor nem se fala... E este foi inocentado pelo mesmo STF que agora condena os petistas sem provas matérias dos crimes a eles imputados.

            O que foi roubado no passado recente pelos outros não é valorizado. O que esta em curso no Brasil é uma Guerra entre classes sociais onde LULA e DILMA que representam a politica do PT são os alvos principais desta Luta onde o outro lado se esconde quando omitem a sua opção ideológica e o partido que representam.

            Só quem sabe são aqueles que conseguem fazer uma leitura deste momento politico onde à mídia representam os ricos deste país que estão a serviço dos grandes capitais nacionais associados aos capitais internacionais que pagam muito bem para que Lula, Dilma e o PT sejam afastados do Brasil para que assim possam continuar saqueando as riquezas brasileiras como o Petróleo e a água potável que se encontra em nosso subsolo, entre outras tantas riquezas.

            Além de ser uma Guerra contra um símbolo da redemocratização brasileira o que estamos presenciando é um verdadeiro ataque a democracia brasileira e mundial onde uma classe social não aceita a vontade popular que por três eleições consecutivas elegeu o Projeto Popular Petista para governar o seu País.

            Governo este que neste período inclui milhões de brasileiros na cidadania garantindo trabalho, renda para si e suas famílias e apoio social aqueles que não conseguem ingressar no mercado de trabalho, ainda dominado pela logica perversa do mercado (outro biombo para esconder a realidade capitalista).

            Estamos atentos e lutando nesta guerra em defesa da democracia e de seu governo democraticamente eleito pelo nosso povo brasileiro.



O crime organizado e o sistema capitalista.




            O Capitalismo utiliza-se de suas praticas e por dentro de sua legalidade no plano econômico-social (neoliberalismo) gera a exploração do corpo útil (o trabalhador) e no plano politico-jurídico (neoconservadorismo) geral o extermínio do corpo inútil (o trabalhador que não produz na velocidade que o sistema exige).

            A exploração e a matança esta intimamente ligada à ausência de justiça social, salários baixos, desemprego generalizado que geram as condições para o aumento da violência e a sua consequente criminalidade que por sua vez geram tortura, aprisionamento massivo e por fim a eliminação física que por muitas vezes presenciamos nas incursões policiais nas favelas, nas guerras entre criminosos e destes com as forças policiais ou aquelas que acontecem diariamente nos presídios hiper lotados espalhados pelo país onde há uma “seleção natural” de quem vive ou morre.

            O discurso que legitima explorar o corpo útil e eliminar o corpo inútil é a infalibilidade do mercado, o mercado é autorregulativo, a livre circulação de mercadorias e de capitais, a concorrência por si só é suficiente para garantir o mercado e o hiper punitivismo apoiado pelo populismo penal, discurso este sabemos que só faz agravar a já precária situação do povo miserável do Brasil e do mundo.

            Por isso e com isto a nossa democracia esta sempre ameaçada tento em vista o avanço galopante da violência e do crime que cumprem o papel sujo do capitalismo, pois regula a vida e a morte das pessoas neste sistema entre outras coisas e servira como justificativa para ações autoritárias daquele que no passado recente mataram em nome da “lei e da ordem”.

            Além de fazer rapidamente e sem a participação, mesmo que parcial, da justiça o crime organizado executa através da morte o controle pela imposição da força daqueles que por ousadia querer contrapor as ordens do sistema.

            O Crime Organizado a partir de 2001 tem um novo ordenamento através da Lei nº 10.217-01 que inclui e pune os crimes praticados por “quadrilha ou bando, organizações ou associações criminosas de qualquer tipo”.

            Existem inúmeras organizações criminosas no Brasil e no mundo, o que as diferenciam umas das outras são as suas estruturas e os objetos dos crimes, sendo que praticam todos os tipos de crimes imagináveis, desde os crimes hediondos aos crimes de corrupção.

            Embora os objetivos específicos estejam bem definidos, ou seja, angariar dinheiro, riqueza e poder, a estrutura de cada Organização Criminosa esta ligada a uma estrutura empresarial que mantem uma rígida hierarquia.

            E nesta empresa “não é admitido à mentira, traição, inveja, cobiça, calúnia, egoísmo e interesse pessoal, bem como a pratica deva ser da verdade, fidelidade, hombridade, solidariedade e o interesse comum ao bem de todos, porque somos um por todos e todos por um”, conforme diz o estatuto redigido quando da criação do PCC (primeiro comando da capital), em 1993 na Casa de Custódia de Taubaté, a 130 km de São Paulo, o chamado Pinheirão.

            Este e outros grupos criminosos mantem um rígido sistema disciplinar e financeiro onde seus membros são obrigados a contribuir financeiramente com a “Empresa” o que lhes permite, mesmo de dentro dos presídios, manter seus “colaboradores” unidos em busca de seu objetivo principal que é o lucro.

            E este lucro esta livre de qualquer controle da sociedade, pois não são computados os impostos que deveriam ser cobrados das fortunas movimentadas pelo Crime Organizado nos seus mais variados ramos de atividades que perpassam desde o tráfico de drogas ao comércio de seres humanos. São milhares de dólares e de euros que circulam livremente pelo sistema capitalista sem que nenhuma grande rede de TV dedique uma palavra contra estes crimes de lesa Pátria que acontece no Brasil e em todo o mundo.

            Será porque este silêncio... Será porque não é proibido a fabricação de armas mortíferas no mundo e como estas armas são contrabandeadas livremente movimentando outros milhares de dólares... Como estes recursos e onde vão parar, pois não andamos com milhares de dólares no bolso!!!

            Ao responder a estas indagações perceberemos que o Crime Organizado esta intimamente ligado ao sistema Capitalista mundial fazendo parte de sua estrutura econômica, politica e social.

            Simplesmente por ser a forma mais rápida de se ter lucro fácil não importando o custo social que isso possa causar, pois economicamente este lucro esta garantido e mais; garante o poder politico através das praticas corruptivas, bem como da participação direta de seus membros na politica dos países, socialmente em todas as áreas de formação educacional formando membros qualificados para atuarem em suas “empresas” e socialmente atuando nas comunidades dominadas pelo Crime, substituído o Estado tanto no papel social como o papel repressor e neste como juiz e executor, ou seja, matando sem piedade aqueles que não uteis ao sistema.



sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Relembrando a história.



          A história da humanidade nunca foi muito democrática, ou melhor, nunca foi democrática.

          Sempre primou no planeta à lei do mais forte e os ventos democráticos pouco ventilam a vida dos povos, principalmente aqueles que detêm menor poder político-econômico.

          O desrespeito humano era tão grandioso e maldoso que a humanidade ao decorrer foi evoluindo e se auto preservando e o que antes era domínio Real passa ao controle comum da sociedade.

          A partir da Revolução Francesa (entre 5 de maio de 1789 e 9 de novembro de 1799, alteraram o quadro político e social da França.) que ate então era controlada pela Realeza que explorava criminosamente o seu povo passa a ter maior liberdade.

          A queda do reinado Frances trouxe muitos avanços para a humanidade, mas a classe trabalhadora permaneceu sem ter garantias e somente a burguesia flagrou ganhos e a exploração dos trabalhadores permanece ate os dias atuais.

          Nestes 213 anos o capitalismo aprimorou o seu poder político-econômico consolidando-se em todo o globo terrestre, com raras exceções.

          Neste período o mundo passou por duas grandes guerras mundiais onde as grandes potências mundiais medem força a fim de consolidarem o seu poderio e ainda vivemos com muitas guerras setoriais patrocinadas pelos mesmos princípios genocidas de antes.
          Com o final da 1ª grande Guerra Mundial nasce o que seria o maior líder destrutivo que jamais vimos. Adolf Hitler se constitui no grande líder do povo alemão e constrói o Estado Nazista suspendendo o Estado de Direito (é o fim do principio da legalidade), cria o Estado de Exceção através do histórico Decreto 33 que estabelece o Estado Escatológico que trata os seres humanos como coisas, insetos.

          Neste período o mundo presenciou o extermínio dos corpos dos inferiorizados e dos estranhos praticados a mando da mente maligna de Hitler que elegeu os povos Judeus, Negros e os Ciganos como sendo seres inferiores.

          Sob o signo deste louco que sofria, entre outras loucuras, de riparofilia (aquele que tem prazer em fazer sexo com o parceiro sujo, imundo, fedorento), criou os chamados campos de concentração e neles levou acabo o extermínio de milhões de homens, mulheres e de crianças.

          Este extermínio era executado sob o manto da ciência e justificado pelo cientificismo biológico e antropológico onde os “inferiores” tem que passar pelo processo de eugenia (Ciência que se ocupa do estudo dos meios para melhoria da espécie humana; eugenismo). Os cientistas e médicos alemães realizavam experiências em pessoas vivas (judeus, negros e ciganos) como, por exemplo, “congelar uma pessoa ate que esta morresse, ou seja, ficavam sabendo que a pessoa morria quando a agua atingisse 40ºC e este dado era imediatamente repassado as suas tropas nos campos de batalha.”.

          Frente a esta aberração a burguesia mundial vê-se estarrecida, domina e destrói o Estado Nazista e cria mecanismos legais que privilegiam a Dignidade da Pessoa Humana que passam a ser um Direito Fundamental Universal.

          Os povos mobilizam-se em todo o mundo a fim de impedir que fatos como estes se repitam e a democracia passa a ser perseguida a cada dia e cada ato de desrespeito com a pessoa humana passa a ser denunciado.

          Este novo modo de ver as relações humanas chama-se de Neoconstitucionalismo que busca a eficiência Constitucional onde o texto deixa de ser meramente retorica, passando a ser mais efetivo.

          Em razão da evidenciação de novos direitos e das transformações do Estado, que era autoritário-absolutista passa para liberal e de liberal para social, podendo-se inclusive, chamar de Estado Pós-Social de Direito, cada vez mais se percebe uma forte influência do Direito Constitucional sobre o direito privado.

          Mas este Estado Pós-Social que é garantido por Constituições que tem como principio a Dignidade da Pessoa Humana, como esta grafada em nossa Constituição, sofre ataques permanentes das classes dominantes mundiais, pois não é de seus interesses manterem este Estado que privilegia a democracia com garantias de direitos a todos por igual.
          Esta luta permanente existe porque vivemos em um Estado que embora tenha uma Constituição garantidora de direitos vive sob o signo do Capitalismo e este Capitalismo passa a ser Ultraliberal e beira aos Estados de Exceção que primam por tratarem os seres humanos como coisas ou insetos (Estado Escatológico).

          Este Capitalismo utiliza-se destas praticas e por dentro de sua legalidade no plano econômico-social (neoliberalismo) gera a exploração do corpo útil (o trabalhador) e no plano politico-jurídico (neoconservadorismo) geral o extermínio do corpo inútil.

          A exploração e a matança esta intimamente ligada à ausência de justiça social, salários baixos, desemprego generalizado que geram as condições para o aumento da violência e a sua consequente criminalidade que por sua vez geram tortura, aprisionamento massivo e por fim a eliminação física que por muitas vezes presenciamos nas incursões policiais nas favelas, nas guerras entre criminosos e destes com as forças policiais ou aquelas que acontecem diariamente nos presídios hiper lotados espalhados pelo país onde há uma “seleção natural” de quem vive ou morre.
          O discurso que legitima explorar o corpo útil e eliminar o corpo inútil é a infalibilidade do mercado, o mercado é autorregulativo, a livre circulação de mercadorias e de capitais, a concorrência por si só é suficiente para garantir o mercado e o hiper punitivismo apoiado pelo populismo penal, discurso este sabemos que só faz agravar a já precária situação do povo miserável do Brasil e do mundo.

          Por isso e com isto a nossa democracia esta sempre ameaçada tento em vista o avanço galopante da violência e do crime que cumprem o papel sujo do capitalismo, pois regula a vida e a morte das pessoas neste sistema entre outras coisas e servira como justificativa para ações autoritárias daquele que no passado recente mataram em nome da “lei e da ordem”.



quarta-feira, 14 de novembro de 2012

STF “O Tribunal Classista”.



          O Brasil vive momento impar em sua historia contemporânea e há aproximadamente seis meses a mais alta corte da Justiça deste país diz que “Julga” o que se apelidou de “mensalão”, um dos mais divulgados atos de corrupção realizados no país.

          Como se fosse uma partida que decidia um campeonato brasileiro ou o desfile da Sapucaí as televisões nacionais e internacionais cobriram isto como sendo um grande feito antes nunca acontecido no Brasil.

           O mais absurdo é não ver ou ouvir uma nota sequer sobre a defesa dos 40 ladrões, pois o Dr. Procurador Geral da República, acusador, vez questão de incluir no seu processo este número de réus para fazer uma analogia esdruxula com os contos escolares.

          Entre os absurdos arrolados nisto que chamam de “julgamento” está à frase proferida pela Juíza Rosa Weber:” Não tenho prova cabal contra ele (José Dirceu), mas vou condená-lo porque a literatura permite”.

          Eu não falei nada!

          Quem falou foi uma juíza do SUPREMO, fato que comprova que esse é mais um julgamento politico e parcial, pois o mesmo Tribunal libera o assassino da freira Dorothy Stang, condenado a 30 anos de prisão, mas mesmo assim o fazendeiro Reginaldo Pereira Falcão, preso em Altamira, Pará, desde novembro de 2011, esta livre por ordem destes mesmos juízes. http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,stf-concede-liberdade-a-fazendeiro-acusado-de-matar-dorothy-stang,919818,0.htm

          Mais um motivo para afirmar e denunciar publicamente que a justiça no Brasil é parcial, classista e mancomunada com o que há de mais reacionário e extremista deste país, ou seja, o latifúndio, os banqueiros e os proprietários dos meios de comunicação (rádios, jornais e televisão).

          Corrupção e parcialidade jurídica alimentam as condições para que seja criado por estes extremistas de direita um golpe de Estado como aqueles que aconteceram recentemente aqui na América Latina, em especial o golpe Paraguaio, que foi criminosamente executado pelo poder judiciário daquele país.

          Outro ingrediente poderoso desta sórdida receita é os atos orquestrados pelo Crime Organizado, sim organizado, porque tem uma organização hierárquica empresarial que se constitui em uma importante ferramenta do sistema capitalista onde movimenta milhões de dólares e euros sem o crivo dos fiscos governamentais.

          A isto a imprensa capitalista (PIG-Partido da Imprensa Golpista) insiste em denominar de “Guerra Civil” para dar à conotação politica à esquerda da ideologia que lhes convém.

          E a mais esta investida criminosa destes veículos de Desinformação repudia esta tentativa de desestabilização da democracia Brasileira e do Governo da Presidenta Dilma e do PT. 

Artigos como o publicado em ZH e assinado por Paulo Brossard (12-11-12) e dos comentários de Lasie Martins no JA - RBS de 14-11-12 são indícios desta estratégia permanente levada por este setor com a única finalidade de golpear a democracia e assim tomarem o poder politico outra vez no Brasil.



Publicado e no facebook em 14-11-12.
         

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

O Nacionalismo de Dilma.




            Em artigo publicado recentemente em O Sul (http://.sul21.com.br/jornal/)  “O nacionalismo econômico da Era Vargas e o governo Lula-Dilma Rousseff: retomada de um projeto?”, Cássio Moreira, economista, doutor em Economia do Desenvolvimento (UFRGS) e professor do IFRS – Campus Porto Alegre   http://www.cassiomoreira.com.br/ faz uma analogia histórica entre o trabalhismo de Vargas, João Goulart e o PTB do século passado com o atual governo Dilma.

            Relembra que “Vargas defendia um projeto baseado no nacionalismo econômico e o Estado Novo trouxe a consolidação do estado nacional e, dentro do projeto industrializante, as leis trabalhistas para os trabalhadores da cidade.”.

            Resgata que “nas eleições de 1950, Getúlio concorreu à presidência e voltou ao poder em 1951. Num primeiro momento, ele começou uma política econômica mais estabilizadora e, depois, consolidou o nacionalismo econômico, com a criação de estatais como a Petrobras e o BNDES. Havia, neste período, uma pressão cada vez maior da mídia, que acusava Vargas de corrupção. Até que, em 24 de agosto de 1954, Vargas se suicidou, adiando o golpe de Estado que ocorreram dez anos depois.”.

            Quero concordar em parte com o nobre mestre, pois a nossa Presidenta foi contemporânea deste período onde parte da esquerda brasileira estava ligada ao trabalhismo de Vargas, herdado por Brizola e Jango.

            De que o projeto de governo de Jango quando este chega ao Governo brasileiro era algo muito além de seu tempo tendo em vista a dependência das elites brasileiras aos ditames internacionais e aos seus próprios interesses locais.

            De que o Trabalhismo Brasileiro, assim como o Trabalhismo mundial se estabelece como sendo um projeto que pode ser “viável” as elites nacionais, tendo em vista o grande poder politico e econômico que exercem na sociedade local e mundial.

            Neste sentido Dilma resgata este viés “trabalhista” que teve como formação para utiliza-lo como estratégia de governo, o que para mim, não passa disso.

            Ate porque entendo que os Governos de Lula e Dilma são parte de um grande processo transitório para um projeto social onde o conjunto da população brasileira possa compreender que não há possibilidades de convivência harmoniosa entre o capitalismo e o bem estar generalizado de um povo.

            No momento em que nossa população compreender essa diferença entraremos em um processo de transformação social tamanha visando um projeto socialista onde os meios de produção estarão à disposição da humanidade e não para a sua simples exploração.

            Neste período onde a democracia vigente comandar o espetáculo estaremos em permanente disputa de projeto e assim e por enquanto um projeto que tenha origem na classe trabalhadora merece o nosso respeito e apoio.

            Isso significa dizer que estamos atentos “as pressões das mídias sob os nossos governos” porque isso tem o claro objetivo de criar as condições para um possível golpe de governo.

           

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

De Getúlio a Jaquirana.

Brasão de Jaquirana-RS


          Acredita-se que o nome do município tenha origem do termo yaquirana, do tupi-guarani, que significa "cigarra".

          O povoado foi fundado em 1900, mediante a compra de meia colônia de sesmaria da família Machado, e outra parte da família Fernandes. Em 1916 foi declarado distrito de São Francisco de Paula, do qual se emancipou em 1989.

          Esta é a definição e a origem histórica da cidade serrana de Jaquirana -RS que entrou para historia recente do Rio Grande do Sul e do Brasil, não pelo seu lindo relevo de locais lindos e com águas cristalinas.

          As manchetes estampadas nas rádios locais e nos sites de noticias desta, quarta-feira, 31 de outubro deste ano de 2012, bradavam:
          “Filho de prefeito reeleito é preso em operação policial em Jaquirana, RS”.
          “Vereador e coordenador de campanha também foram presos.”
          “Operação contra crimes eleitorais foi realizada nesta quarta (31).”
          “O filho do prefeito reeleito pela Coligação UNIJAQ (formada pelos partidos PP, PMDB, PPS e DEM), um vereador reeleito pela terceira vez e um coordenador de campanha foram presos”.
          “Segundo o delegado que comanda a operação, Flademir Paulino de Andrade, foram realizadas escutas de ligações feitas por Ivan Lauro Rauber (filho do prefeito), José Evandro Pereira dos Reis (coordenador de campanha e cabo eleitoral) e Orestes Ângelo Andelieri (vereador reeleito). No total foram 15.665 ligações interceptadas, transcritas em 353 páginas. "O que se viu foi à prática reiterada de crimes eleitorais, principalmente a prática do crime de corrupção eleitoral ativa e passiva, e a prática do crime de transporte de eleitores", informa”. (http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2012/10/filho-de-prefeito-reeleito-e-preso-em-operacao-policial-em-jaquirana-rs.html?noAudience=true)

          Até ai nada de mais e os mais realistas vão me dizer que isto acontece todos os dias, pois a corrupção galopeia por todo este belo Brasil se não fosse a reação de um grupo de moradores, simples moradores, da cidade de Jaquirana que estava revoltados com a prisão dos criminosos.

          Sim, um grupo de moradores protestou contra a prisão dos corruptos.
          Quero entender que não são simples moradores

É uma parcela dos corrompidos que se beneficiavam a anos das benesses que o desvio do dinheiro público lhes proporcionava.

          Neste caso é cabal a força que a corrupção exerce sobre as pessoas que de tanto ser praticada, que se torna banal, fazendo parte do dia-a-a-dia daquele povo.
          E tudo isto tem uma explicação histórica que vem juntamente com a evolução social da humanidade, onde a ganância e o egoísmo tentam serem explicados, desde, e nos livros bíblicos.

          Mais recentemente quando Getúlio Vargas chegou ao poder, por meio do golpe em 1930, numa época em que apenas 2% da população brasileira votávamos, pois mulheres e analfabetos ainda não tinham direito ao voto. No processo eleitoral predominava o chamado “voto de cabresto”, manipulado pelo poder político e econômico das elites.
        

“Na era de Getúlio Vargas – 130 Anos (1882-2012)”, as coisas aconteciam assim, no golpe ou no cabresto.

          Getúlio foi morto tentando, na sua contradição, mudar este estado de coisas, mudou algumas e outras estão tatuadas no caráter de algumas pessoas que são minorias, mas que parecem maiorias porque as pessoas do bem se calam.

          A corrupção não pode e não deve ser tolerada em espécie ou em qualquer quantidade ou nível e será combatida para todo o sempre porque isto é inerente a raça humana.

          A corrupção também esta intimamente ligada ao sistema social em que vivemos ou sobrevivemos, ou seja, ao sistema capitalista.

          O lucro acima de tudo leva ao senso comum de que tem que se fazer o que for “necessário” para lucrar cada vez mais.

          Isto nos leva a uma definição empírica de um grande brasileiro, Alberto Pasqualini: "Na constituição do capital há sempre uma parcela de usura do trabalho, e que é representada por aquela parte que está cristalizada no aparelhamento produtor”.
          
Esta passagem de Alberto Pasqualini define, sob sua ótica, que o sistema capitalista se beneficia do trabalho alheio para enriquecer o dono, o produtor dos meios e assim, por analogia, o trabalhismo implantado nos governos de Vargas e de Dilma, podem ser uma transição ao socialismo marxista.

          Por isso o socialismo é um sistema ideal, onde a corrupção será sempre combatida e as pessoas não se amedrontaram frente ao poder criminoso dos corruptos.

          Bom, mas isto já tema para uma próxima vez.


Será publicado no jornal Folha de Viamão na 2ª quinzena de novembro de 2012.

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Eleições.

A verdadeira democracia sera aquele em que o povo votara
direto naquilo que receberá como direito. Democracia Participativa.


          Mais uma eleição municipal nossa democracia concluiu. 

Todo o processo eleitoral se faz necessário em um país que cultiva a vida democrática e tem como principio básico desta vida em sociedade, a democracia.

          O Brasil é um país que tem como norte, a democracia, há 30 anos, pouco tempo para termos aprimorado nosso processo individual de escolha e ainda mais em um país que tem uma mídia que ideologicamente opta por desqualificar a politica e os políticos como sendo prejudiciais a todo este processo. 

Isso é estratégico, pois assim os eleitos são aqueles que têm mais grana e assim defendem os interesses dos seus iguais, os ricos.

          Democracia não se faz sem politica e sem políticos porque não havendo estes atores não há democracia. Partindo deste pressuposto sempre teremos os partidos e os seus políticos, assim sendo haverá os votantes e os votados.

          Quando digo que ainda estamos aprimorando a nossa democracia e o nosso jeito de escolher apresento com exemplo esta eleição que acabamos de realizar analisando aqueles que foram eleitos.

          A vitória do Prefeito Bonatto, do PSDB é identificada na grande rejeição pessoal do ex-prefeito Alex Boscaini perante uma parcela da população viamonense localizada, a meu ver, no funcionalismo público e nos comerciantes da cidade, os quais preferiram correr o risco de ressuscitar o ruim, porque o atual é muito mau. 

Creio que não houve um voto puramente ideológico.

          O ex-prefeito é mau como administrador no sentido de não ter a democracia como seu norte por isso não soube ouvir os servidores públicos nas questões funcionais e os comerciantes nas questões do transito da cidade, por exemplo.

          Mesmo assim o candidato do PT, Robson, perdeu as eleições por menos de 04 mil votos, isto significa que o PT tem um eleitorado fiel e coerente com o programa partidário e não logrou vitória porque seus parceiros históricos preferiram fazerem carreira solo, outro fato que deu a vitória a direita, travestida de Social Democracia do PSDB.

          Mais um exemplo que a vitória do PSDB não esta colada ao seu programa partidário é o fato de sua chapa proporcional eleger somente dois vereadores, um do próprio PSDB e outro do desconhecido PV.

          Esta matemática tenta explicar o pensamento popular que colocou na urna uma vontade de mudar, mas sem a clareza por qual mudança seria e assim a democracia nos oportuniza um Poder Legislativo majoritariamente atrelado a maquina publica ou com grande investimento financeiro privado.   

Mais uma vez repito que ainda, nesta eleição, o voto não foi ideológico, mas se insistirmos na pura matemática democrática terá um eleitorado alinhado com a ideologia de esquerda que comprova que o PT e a esquerda viamonense perderam estas eleições para si mesmo, para a soberba ignorante de uma parcela narcísica de seus dirigentes locais.

          Ao analisarmos a composição final da Câmara Municipal de Vereadores veremos que os eleitos foram aqueles que têm muitos recursos financeiros ou estão atrelados a algum serviço publico que lhes permite “resolver problemas individuais” rapidamente.

          O PT é o partido que mais elegeu vereadores, com a exceção do RIDI, os demais foram reeleitos, portanto atrelados a órgãos públicos e com muita grana para colocarem nas suas campanhas. 

Além disso, alguns vinculados aos programas sociais dos governos do estado e do federal.
          Isto não é democrático!!!

          Mas mesmo assim muitos “companheiros” ficaram de fora, apesar de o alto poder financeiro que ostentaram e ostentam.
Menos mau!!!

          Aqui cabe um parêntese, por isso as eleições legislativas devem permanecer proporcionais conforme a votação partidária, caso contrario só seriam eleitos os endinheirados.

          E isso não difere nos demais partidos, pois entre os eleitos temos Diretores de grandes escolas estaduais, comerciantes e aquele que foi bancado pela maior empresa local conquistando assim o titulo de o “vereador do patrão”.

          Já estão acontecendo articulações para a eleição da Presidência da Câmara e a formação do futuro governo e não se espantem se algum Secretario atual ficar no próximo governo e que o prefeito Bonatto tenha maioria folgada na câmara, pulando dos 06 (seis) votos eleitos (03 PMDB, 02 PV-PSDB, e 01 PP) para 10 ou 13 votos “acordados”, cabendo ai, ao PSB o fiel desta balança, mais uma vez.

          Isto é a democracia que temos, portanto tem que mudar muito para alcançarmos uma Democracia sem intervenções e sem manipulações.

Publicado no Jornal Folha de Viamão na 1ª quinzena de Novembro e no Facebook.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Coisa de Gaúcho!!!



          O povo gaúcho culturalmente tem posições muito definas sobre suas preferencias e na politica também é assim.

          Historicamente os resultados das eleições municipais em nossa cidade são desfavoráveis aos eleitos, pois a maioria dos viamonenses vota majoritariamente naqueles que serão, teoricamente, oposição ao futuro governo.

          Após 16 anos de administrações hegemônicas do PT a população veta o seu retorno ao paço municipal e passa o comando da gestão ao seu maior adversário nacional, o PSDB.

          Analisar uma derrota sempre é mais difícil porque posso cair no simplismo e contabilizar todas as causas da derrota ao ex-prefeito Alex Boscaini que reinou soberano nos últimos 8 anos, administrando com mão de ferro onde a democracia era peça decorativa dos livros políticos que permaneceram no fundo das gavetas de bibliotecas lacradas.

          Esta postura ditatorial foi fundamental para que o então Prefeito fosse o alvo dos seus adversários e de parcelas importantes do eleitorado local que por sua posição social são formadores de opinião.

          Estes formadores de opinião encontram-se principalmente na classe media aqui representada pelos pequenos comerciantes capilarizados por toda a cidade, desde a área urbana ate a região rural, sendo esta dominada pelo latifúndio produtor de arroz; o braço forte do PSDB e da direita local.

          Em uma eleição polarizada onde qualquer um poderia sair vitorioso, os 3.669 votos que deram a Bonatto a vitória foram o suficiente para configurarem este descontentamento localizado. 

Descontentamentos com a construção do Pórtico ou com a mudança no transito no centro da cidade foram marcantes no consciente popular.

          Outro setor que gerou vários descontentamentos foram os servidores públicos que preferiram correr o risco de terem seus salários atrasados no futuro, pois Bonatto era o secretário do governo que atrasou o salario do funcionalismo municipal por mais de cinco meses, só pra se ver livre de um prefeito narcisista que abdicou do dialogo com os trabalhadores públicos e que abusou nas terceirizações, pratica que tem tendência de avançar no futuro governo.

          Esta eleição também foi marcada pelo domínio do poder financeiro onde os eleitos ostentaram o seu status social e manipularam a seu favor o eleitorado, neste caso de maioria miserável. 

Isto pode ser notado pelas campanhas milionárias e pela consequente concentração de votos nestes candidatos.

          Para a câmara de vereadores os que foram eleitos são aqueles que detêm o maior aporte financeiro ou esta vinculada ao serviço publico que os possibilitou “facilitar” o acesso do eleitor a este serviço ou o alcance de benefícios sociais pelo governo federal, estadual ou municipal ao seu eleitorado.

 Infelizmente esta pratica é corrente na politica brasileira e o povo aceita esta “compra”.
         
Pratica esta que será desfeita quando tivermos mais consciência popular, uma justiça mais participativa e a criação do financiamento público de campanha onde todos os candidatos tenham os mesmos recursos para a propaganda eleitoral.

          Ate lá!!! Temos que ter muita conversa para criar uma consciência politica emancipatória nas classes menos favorecidas a fim de criar-se maior independência politica entre a população e os políticos.


Publicado no Jornal Folha de Viamão na 2ª quinzena de Outubro de 2012.

         
         


          

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

A nossa democracia.


           O Comício pelas Diretas Já na Praça da Sé na cidade de São Paulo em 1984 foi o ápice de uma luta popular antes silenciada por mais de 20 anos de ditadura militar.
          
O movimento das diretas já, como foi chamado esta luta, cria força com a redemocratização brasileira que a partir de 1979 com a anistia conquistada por aqueles que lutaram contra a ditadura assassina que destruiu sonhos de varias gerações brasileiras.

          Mas não foi desta vez que este sonho seria realizado, pois este movimento que era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil não fora aprovada em 25 de abril de 1984, quando a emenda constitucional das eleições diretas foi colocada em votação causando mais uma desilusão ao povo brasileiro.

          Em 15 de janeiro de 1985, ocorreram eleições indiretas e Tancredo Neves foi eleito presidente do Brasil. Porém, em função de uma doença, Tancredo faleceu antes de assumir o cargo, sendo que o vice, José Sarney, tornou-se o primeiro presidente civil após o regime de Ditadura Militar (1964-1985).

          O poder militar não permitiu que a democracia popular brasileira tivesse o seu nascedouro completado quando concretiza mais um golpe.

          A partir de então se inicia no Brasil mais um a estratégia planejada pela elite cívico-militar aquartelada na indústria jornalística tão beneficiada nestes tempos de chumbo.
          As eleições diretas para presidente do Brasil só ocorreriam em 1989, após ser estabelecida na Constituição de 1988.

          Eleições emblemáticas que marcam e define nitidamente a luta de classes que se estabeleceria desde então, tendo em Lula a grande representação da classe trabalhadora e como representante da outra classe a procura ainda permanece indefinida deixando a cada ano que passa mais nítido o poder da mesma indústria jornalística que se transforma em poderio midiático que a todo o dia exerce o seu poder manipulante a fim de vender as suas verdades.

          O chamado quarto poder personificada na televisão mante-se imbatível na produção de mentiras e na manipulação das mentes deseducadas de grande parte da população brasileira.

          Esta manipulação pode-se ver na música, nas novelas e principalmente nos noticiários que são verdadeiras obras montadas, pois teatrizam propositadamente determinada noticia de acordo com o interesse das classes patronais.

          Esta realidade é visualizada na grande divulgação dos atos de corrupção praticados por políticos como se isso ocorresse somente neste setor. 

Esta obsessão midiática tem a intenção manipulante de desmoralizar os políticos e assim causar na população uma negação alienante que provoca o desinteresse em participar nos destinos do Brasil.

          Quero dizer que o desinteresse popular provocado pela nova ditadura criada pela elite brasileira afasta maciçamente o povo das mais importantes decisões da vida brasileira, das suas vidas.

          Estas decisões se dão a partir dos partidos políticos e mais ainda nas participações diretas nos conselhos populares.

          Esta participação direta da população é a nova faze da nossa democracia que transitara da atual representatividade para a participação direta da população a partir do seu local de trabalho e moradia.

          Neste 07 de outubro á ate a urna e vote conscientemente, pois é assim que nos educaremos para avanços maiores até a conquista da democracia participativa, onde o povo decidira os seus direitas na base, no local de moradia e de trabalho.




quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Direita se divide para manter o pode.



          Parece ser a tática mais equivocada da politica, mas não é. Como a redemocratização brasileira a configuração partidária vem se modelando ao passar do tempo.
          Até o governo de Collor de Mello tínhamos bem definidos no cenário politico, quem era de esquerda não se misturava com quem era da direita e vice-versa.
          Com a fundação do PT isso fica muito mais evidente e com a sua ascenção aos governos municipais e estaduais é introduzido na politica o chamado “Modo Petista de Governar” dando ótimos resultados na forma de gestão das coisas publicas, criando-se o modismo Petista.
          O que era feio se torna belo, quem eram os barbudos comedores de criancinhas foram domesticados e ficou claro que concorrer pelo PT era garantir as eleições.
          E a direita rapidamente percebe que esta era a tática correta e passa a filiar-se em massa nas fileiras partidárias do PT e aqueles que não podiam ou ainda tinham algum purismo ideológico (aqui em Viamão, nem isso há) para esta filiação constroem maioria em seus partidos originais e se aliam ao PT para assim estar em uma parcela de poder ou em muitos casos dividi-lo.
          Mas, esta “divisão” se acaba quando das votações nos legislativos porque a direita vota única como nunca em questões de seu interesse de classe, vide votação do Código Florestal Brasileiro.
          No Congresso Nacional podemos ver isso nitidamente, pois o PMDB e o PSDB possuem entre os seus eleitos mais donos de grandes extensões de terra. No PSDB os seus Prefeitos possuem mais de 21% do total de 1,16 milhão de hectares declarados ao Tribunal Eleitoral em 2008.
          O PMDB tem 20% das terras nas mãos de políticos do poder executivo. Entre os parlamentares eleitos em 2010, o PMDB também possui 21% das terras declaradas, ou seja, 95 mil hectares dos 415 mil hectares declarados.
          Somente entre os Prefeitos brasileiros PMDB, PSDB, PR e PP possuem a maioria do latifúndio do país, mas eles estão em partidos antes “imunes” a essa classe como o PT, o PV, o PPS e do PSB.
          No parlamento o latifúndio concentra a sua maioria no DEM. Com isso somente quatro deputados do PMDB votaram contra as alterações que descaracterizaram o projeto original do Código Florestal e 70 proporam e aprovaram a lei da motosserra.
           E por ai vai à ciranda da terra na politica brasileira e com isso cada vez mais o dinheiro fica concentrado nas mãos de poucos.
           Estes e outros números pode ser conferidos na coluna de Juremir M. da Silva do jornal Correio do Povo de 9 de setembro passado.
          O escândalo é mais gritante ainda porque quem elege o latifúndio, o industrial e o banqueiro ou quem eles bancam, é o “Zé povinho” que na época de eleição se deixa comprar por meia dúzia de pilas.
          Aqui em Viamão temos varios candidatos bancados por empresários e um deles, de um partido dito de esquerda, esta na maior empresa do transporte coletivo da cidade, pois vi servidores da empresa entrando com caixas de propaganda no interior da mesma e muitos de seus trabalhadores se sentem constrangidos em pegar a propaganda de outro candidato na frente do candidato da empresa.
          Se você ainda duvida disso, observe quem vão ser os eleitos aqui em Viamão. Os eleitos serão aqueles que mais propaganda tem e que mais pessoas pagas dispõem para distribuir esta propaganda, ou seja, aquele que tenha maior visibilidade e para isso acontecer tem que ter muito dinheiro que não retorna em salários ao final de quatro anos ao politico.
          Então esse dinheiro vira pela via da corrupção como no caso do deputado mineiro do PMDB Paulo Piauí, relator do Código Florestal, que casualmente recebeu do latifúndio 1.25 milhões de um total de 2.3 milhões para sua campanha eleitoral.
          

6ª Conferência Estadual de Saúde, de 1 a4 de Setembro de 2011, em Tramandaí/RS

14ª Conferência Nacional de Saúde, de 30 de Novembro a 04 de Dezembro, em Brasilia.

1ª Conferência de Saúde Ambiental de Viamão.

1ª Conferência de Saúde Ambiental de Viamão.
Itamar Santos é eleito Delegado à etapa Estadual.

Representantes de Viamão na I Conferência Nacional de Saúde Ambiental-Etapa Estadual

Representantes de Viamão na I Conferência Nacional de Saúde Ambiental-Etapa Estadual
Verônica-PMV, Delmar-ONG, Simone-UAMVI, Itamar Santos-Mov. Sindical.

A Igreja Matriz de Viamão.

A Igreja Matriz de Viamão.
Referência de um Povo.

As 10 estratégias de manipulação midiática, por Noam Chomsky

Neoliberalismo e Globalização. Saiba o que são!

Juizes e suas Mordomias! Isso o JN não mostra.

CHÊ

CHÊ
O Maior Revolucioário que já viveu!!!

Bandeira do nosso time.

Bandeira do nosso time.

Eu sou Gaúcho

Eu sou Gaúcho
Mas,bah! Tche!

fidel

fidel
Um Lider

Saramago disse:

Eu na Internet

Charges que falam por si!!!!

Charges que falam por si!!!!
Sarney

Ataque aos Trabalhadores I

Ataque aos Trabalhadores I
Bm usa cavalaria contra MST em São Gabriel.

Ataque aos Trabalhadores

Ataque aos Trabalhadores
Trabalhadores encurralados pela BM em São Gabriel.

Assassinato do Trabalhador Rural Elton Brum em São Gabriel-RS

Assassinato do Trabalhador Rural Elton Brum em São Gabriel-RS
Marcas do tiro de calibre 12, arma da BM do Governo Yeda(PSDB,PMDB,PTB,PP,DEM) - Fotos do rsurgente-

Assassinato de São Gabriel

Assassinato de São Gabriel
Tiro a traição, da BM, mata trabalhador rural em São Gabriel.

A Guerra.

A Guerra.
BM usa armas de guerra contra MST em São Gabriel.

Paim prestigia ato em Viamão.

Paim prestigia ato em Viamão.
Paim observa discurso de Itamar Santos.

E o Congresso?

E o Congresso?
Sarney

Os Congressistas.

Os Congressistas.
Da coleção Sarney 2009

Visitantes. A partir de 05/10-2009

Paim em Viamão.

Paim em Viamão.
Ronaldo, Senado Paim, Itamar Santos e Ridi.