Quem sou eu

Minha foto
Viamão, RS, Brazil
Trabalhador, de Esquerda e Socialista!

Meu Site

Meu Site
Um Click e conheça quem é Itamar Santos

Total de visualizações de página

1ª CVS Rs

1ª CVS Rs
6,7 e 8 de Outubro de 2017 na FETAG RS.

1 ª CVS RS

1 ª CVS RS
Fetag RS

Eleição do CES RS

Eleição do CES RS
Eleito Vice Presidente do CES RS em 15-12-16

O Nosso Estado.

O Nosso Estado.
Rio Grande do Sul

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Natal Tucano.

Apesar dos apelos dos trabalhadores e das trabalhadoras dos vários sindicatos, entre eles o SEMAPI, não foi suficiente para sensibilizar os Deputados da base aliada (PSDB, PP, PMDB, DEM, PDT, PTB) da governadora Yeda (PSDB) que aprovaram o projeto que regulamenta a atuação das OSCIPs.
As FUNDAÇÕES PÚBLICAS e a SOCIEDADE GAÚCHA a partir da aprovação desta lei passam a correr sérios riscos de verem seus minguados serviços públicos serem, ainda mais, oferecidos inadequadamente por pessoas tecnicamente despreparadas, mal remuneradas, onde que lucrará será idealizadores das tais OCIP’s.
O dia 18 de dezembro ficará marcado na história do Rio Grande do Sul como sendo o dia que os interesses da sociedade gaúcha foram desrespeitados e seus serviços jogados a ganância da iniciativa privada.
Em uma sessão polêmica e desconsiderando o apelo de dezenas de trabalhadoras e trabalhadores que lotaram as galerias do plenário da Assembléia Legislativa na tarde/noite de terça-feira (18), a base de apoio do governo Yeda aprovou por 37 votos a 17 o Projeto de lei do Executivo Estadual que ENTREGA para a iniciativa privada as POLÍTICAS PÚBLICAS do Estado do Rio Grande do Sul.
O projeto do executivo dispõe sobre a qualificação de pessoa jurídica de direito privado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) e institui o Termo de Parceria. Esse projeto altera substancialmente a estrutura estatal sem qualquer debate com a sociedade gaúcha.
As OSCIPs assumirão as funções do setor público. Com essa medida o Governo dá mais um passo no sentido de orientar a política pública pela LÓGICA DE MERCADO. Trata-se da terceirização dos serviços públicos.
Na mira do governo estão a TVE, Rádio Cultura, OSPA, CESA, FGTAS, FEE, CIENTEC, FAPERGS, FPE, FEPAM, CIENTEC, METROPLAN e até mesmo a EDUCAÇÃO e a SAÚDE PÚBLICA. Apenas fica preservado da entrega para a iniciativa privada, por enquanto, o fisco e a segurança. Mas só porque fere a constituição.
O argumento é o custo da máquina pública e a sua 'ineficácia’. ISTO É UMA MENTIRA!!!!
Em reportagem do jornal, O Estado de São Paulo, técnicos do Tribunal de Contas da União (TCU) e da Controladoria Geral da União (CGU) calculam que, dos R$ 3 bilhões destinados no ano passado para ONGs e OSCIPs, quase metade, ou seja, perto de R$ 1,5 bilhão foram desviados da finalidade original dos convênios (Termos de Parceria).
Apenas para termos uma idéia da “boa” técnica de gestão dos recursos, a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, uma fundação com qualificação de Oscip, remunera seu Maestro/Diretor Artístico com um salário anual de mais de R$ 1 milhão de reais, dinheiro público repassado através do Termo de Parceria; aonde 74% dos recursos vieram do governo do Estado, tendo aumentado de R$ 22 milhões em 2002 para R$ 43 milhões em 2006. O mesmo acontece em Minas Gerais, em que o maior termo de parceria assinado pelo governo com uma OSCIP foi com a Associação de Desenvolvimento da Radiodifusão de Minas Gerais (ADTV), prevendo repasses de R$ 17 milhões. Há poucos meses esse valor foi suple¬mentado com mais R$ 4,7 milhões.
Aqui no RS, o que torna a situação mais alarmante é o fato de que tudo isso pode acontecer, com a aprovação desse projeto, sem passar por autorização legislativa. É um cheque em branco para um Executivo que já mostrou a que veio.
O governo de Yeda e Feijó une-se para manter seus ideais de transferência de dinheiro público para seus amigos da iniciativa privada disfarçados de “Sociedades sem fins lucrativos” mesmo após o caso do DETRAN e dos selos da Assembléia Legislativa que são órgãos que possuem um controle legal o Governo Yeda não impediu que houvesse maracutaias, imagine agora que não terá nada que impeça que isso torne a acontecer onde o Estado passa recursos financeiros, humanos e materiais, mas não especifica quais instituições e políticas serão envolvidas e, tampouco, referem-se ao estatuto que regerá os funcionários e a onde e como essas organizações poderam gastar o dinheiro recebido.
Destaca-se, ainda, a não exigência de concurso público, a não previsão de licitação e a ausência de prestação de contas ao Estado. O Governo Yeda, mais uma vez, reforça a marca do autoritarismo, do governo que não se dispõe a discutir com a sociedade os projetos relevantes para o Estado.
Com essa atitude o Governo do PSDB comprova que a sua proposta vai à contramão da inclusão social, transferindo responsabilidades e dinheiro público do Poder Estatal para a iniciativa privada omitindo que o preço disto quem irá pagar será a sociedade gaúcha.
O povo gaúcho não merece receber um presente de Natal tão ruim como esse, espero que em 2008 possamos ter um ano melhor e com um Natal com presentes de verdade.
ver.itamarsantos@terra.com.br
Viamão 19 de dezembro de 2007.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

1917/2007.

São 90 anos da maior revolução do séculoXX. A Revolução Russa ainda gera debates devido ao tema estar pertinente na atualidade. Assim como em 1917, quando os Russos tomaram o poder naquele país para acabar com a tirania e a exploração dos ricos sobre os pobres, hoje vivenciamos situação semelhante agravada pela internacionalização/globalização do capital através do oligopólio empresarial que dominam a economia mundial.
Aquele Outubro foi o marco para a humanidade onde milhões de pessoas alimentaram a esperança de um futuro melhor sem opressão e miséria. E é essa atualidade que deixa a atual classe dominante temerosa de que possa eclodir novamente uma revolução como aquela de 1917.
O temor se transforma em forte campanha midiática e bélica contra todo e qualquer movimento que possa ameaçar o poderio e o monopólio capitalista liderado pelos Estados Unidos, por isso tamanha importância despendida para a América Latina, em especial aos governos da Venezuela, Bolívia e Equador que travam uma revolução pacifica que está mudando os ares latinos.
A Revolução Russa foi uma vitória da economia planejada sobre a economia de mercado, onde os ideais de solidariedade, igualdade e a democracia venceram o racismo, o chauvinismo e o belicismo. Após a vitória Russa impostas aos nazistas na segunda Guerra Mundial espalha por todo o planeta a Revolução Socialista. Em 1949 o Exercito Popular de Mão Tse-Tung conquista o poder na China, em 1950 a guerra na Coréia impõe uma derrota ao imperialismo e no Vietnã as tropas lideradas por Ho Chi-Mihn derrotaram os franceses colonialistas conquistando a sua independência.
Em 1960 é a vez dos povos da África conquistar a sua independência decretando a derrocada do império Português e no final de 1959 Fidel e Ernesto Che Guevara tomam o poder em Cuba, o qual sobrevive até os dias de hoje , apesar do condenado embargo econômico imposto pelo governo dos EUA.
Apesar da contra-revolução neoliberal imposta pelos governos dos EUA através de ofensiva política, econômica, militar e ideológica nas ultimas décadas do século passado o sentimento revolucionário e comunista ainda rondam o mundo, alimentando o medo das classes dominantes e as esperanças das classes oprimidas.
Karl Marx continua atual quando alertou: se o capitalismo não fosse substituído por outro sistema, mais desenvolvido e mais humano(O Socialismo), as forças produtivas seriam transformadas em forças destrutivas. O que assistimos hoje com esse consumismo desenfreado são essas forças destrutivas.
Viamão 11 de dezembro de 2007.
ver.itamarsantos@terra.com.br

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

O Bom Debate.

Caro Amigo!
Quero de elogiar por ter aberto exceção e ter vindo par o bom debate. Entendo a sua posição, mas discordo dela pelo simples fato de que a discussão da corrupção não passa somente pelo PT.
Sou um defensor ardoroso de que todos os casos de corrupção devam ser investigados até as ultimas conseqüências. Mas a Enquête que "alguém" colocou no site julga e condena somente o PT. Porque você não faz uma enquête sobre as fraudes descobertas pela Policia Federal (Governo Lula) no DETRAN-RS onde os envolvidos são todos dos partidos de sustentação da Governadora Yeda ou sobre o mensalão mineiro que foi denunciado pelo Procurador Geral da Republica contra o Senador Eduardo Azeredo-PSDB, ou ainda porque não sai uma linha sobre a quantas andam as denuncias de CC's e estagiários fantasmas da Câmara Municipal de Vereadores de nossa cidade. Será porque esses envolvidos também são "sem partido".
É acredito que esses envolvidos são sem partido mesmo porque a eles só interessa aquilo que lhes dêem algum retorno financeiro individual. Eles são bem diferentes de nós que estamos interessados em fazer o bom debate, há isso também tenho que te parabenisar, por colocar o site a disposição daqueles que querem debater sem medo de ser criticado.
Eu como você também nunca gostei da política desenvolvida pelo FHC e o seu PSDB, sempre a achei de direita que beneficia aos grandes capitalistas como podemos presenciar quando das privatizações das empresas de tele comunicações e da Mineradora Vale do Rio Doce. Portanto discordo quando você compara o Governo de LULA com aquele, pois é evidente que o aumento da arrecadação federal em relação ao PIB é acompanhado do mesmo aumento nas transferências de renda às famílias via Previdência Social, Seguro Desemprego, Assistência Social, Bolsa Família e mais recentemente com o programa na área de segurança publica. Isso é fato e incomoda muita gente porque LULA apesar de ter sido trucidado durante todo o primeiro governo o qual foi eleito com 52 milhões de votos, foi reeleito com 58 milhões de votos por mais quatro anos; a isso eu chamo de maciço apoio popular que lhe autoriza a fazer muito mais do está fazendo, como por exemplo: realizar a reforma agrária de uma vez por todas. A direita já está pensando em acabar com a reeleição, a mesma quer FHC corrompeu o Congresso Nacional com a bagatela de 200 milhões de reais para aprovar a emenda constitucional que lhe garantiu a reeleição.
Os representantes dos grandes capitalistas nacionais e internacionais travestidos de democratas da grande mídia nacional detestam esse governo LULA porque através desses programas social ele esta distribuindo renda e fazendo isso os que eram miseráveis já estão comendo e comendo começam a pensar e pensando tomam suas próprias decisões e deixaram de votar no cabresto.
Assustados com esse avanço do povo os defensores da livre iniciativa detestam o governo LULA e tentam ligá-lo aos corruptos de qualquer maneira como podemos ver no caso do ex- ministro Mares Guia que é do PTB, mas a imprensa empresa omite esse fato e publica como sendo um “ministro do governo Lula”.
A isso eles chamam de democracia e de “liberdade de imprensa”. Pois é meu caro amigo temos que manter vivo esse espírito de ter um bom debate, mas essas enquêtes não significam nada. O que dá algum resultado é aquilo que pensamos e o que colocamos em pratica através de nossos atos.
Bom debate e até o próximo!!!
ver.itamarsantos@terra.com.br
Viamão 28 de novembro de 2007.

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Saneamento e Meio Ambiente.

Estamos em meio a uma das maiores crises ambientais, onde o meio ambiente é atacado cotidianamente e por incrível que possa ser, há pessoas que são defensoras ardorosas do desenvolvimento a qualquer preço, tendo justificar que a emissão de CO² não é o grande vilão do aquecimento global.
Mas, um importante passo foi dado no inicio deste ano com a aprovação da Lei do Saneamento Básico, n° 11.445/2007, na direção da universalização dessa importante política pública no Brasil. A efetivação da Lei Nacional do Saneamento Básico torna obrigatório o planejamento e a regulação trazendo como novidade uma definição clara de saneamento como atividade que envolve necessariamente outros quatro serviços públicos: abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo de resíduos sólidos e manejo de águas pluviais.
Outra grande questão importante é a titularidade do saneamento que infelizmente não fica clara se quem deve ser responsável pelo saneamento são os municípios ou os estados, mas garante os atuais contratos, bem como que essa competência é o pacto federativo estabelecido pela Constituição Federal.
A Lei estabelece uma ampla conceituação do que é serviço de saneamento, incluindo o serviço de coleta de lixo como sendo um serviço eminentemente municipal, fato esse considerado um avanço, pois exige dos municípios a elaboração de planos de resíduos sólidos tendo em vista que o Congresso Nacional ainda não aprovou uma política nacional desses resíduos.
Seguindo essa lógica é de suma importância que o Legislativo Municipal aprove a renovação da autorização para que a Prefeitura convenie com a CORSAN a distribuição de água e a coleta de esgoto aqui em Viamão aproveitando para isso as verbas disponíveis do PAC federal antes que esse dinheiro vá para beneficio privado.
A aprovação desta lei e as leis municipais já criadas como a Lei Municipal n° 3004/2001* que Cria o Conselho Viamonence de Meio Ambiente - COVIMA, a Lei do Fundo Municipal do Meio Ambiente e tendo Viamão um território composto por uma grande área composta por Unidades de Conservação Ambiental faz com que o primeiro desafio da atual Administração Municipal é a Municipalização do Meio Ambiente com a devida transformação do Departamento Municipal de Meio ambiente em Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Para que isso aconteça nosso Prefeito Municipal deve enviar de imediato a Câmara Municipal de Vereadores propostas de leis para tal, bem como para criação de taxas de licenciamentos que reverteram verbas aos cofres municipais ao invés de irem para FEPAM quando da autorização de qualquer projeto que requeira estudos mais aprofundados, os quais podem ser realizados pelo quadro técnico qualificado da Prefeitura Municipal.
Atualmente todos os projetos de instalação de uma pequena indústria, de um loteamento ou de uma grande indústria têm que ter o aval (licença) da FEPAM que torna moroso e caro o processo para aquele que quer investir em nossa cidade, sendo sempre os mesmos os privilegiados, ou seja, aqueles que têm mais dinheiro. Com a Municipalização do Meio Ambiente Viamão ganhará em todos os pontos, tornando-se independente em relação ao Estado proporcionando a sua população a efetivação do controle social sobre mais esse serviço público através do Conselho Viamonense do Meio Ambiente - COVIMA por onde passa toda a política de Meio Ambiente que resultará numa melhor qualidade de vida para todos nós.*Itamar Santos autor da Lei do COVIMA como vereador do PT.
ver.itamarsantos@terra.com.be
Viamão 20 de Novembro de 2007.

domingo, 11 de novembro de 2007

A quem interessar possa:

Não tenho a intenção de ter o monopólio da verdade, mas nas questões de interesse da população viamonense, sempre que eu puder opinar, estarei declarando a minha opinião. Temos vários temas importantes em debate na cidade e entre eles está à construção de mais um presídio em nossa cidade.
No meio desse debate assistimos de tudo respeitando as mais diversas opiniões, mas é deseducativo afirmar em um meio de comunicação (www.viamaohoje.com.br) que eu não "saquei” o que esta acontecendo em Viamão.
Admito qualquer tipo de opinião, pois sou uma pessoa democrática.
E se temos políticos "lalaus” em Viamão é porque alguém votou neles, sendo uma grande parcela da população em troca de algum favor, ou seja, em beneficio próprio, praticando assim uma forma de corrupção e agora cabe a justiça julgá-los e condená-los. Aqui cabe uma pergunta. Porque a RBS não fez mais nenhuma reportagem aqui na cidade sobre os recentes escândalos de funcionários e estagiários fantasmas na Câmara Municipal de Vereadores? Será porque os envolvidos são de partidos que essa empresa defende?
Em 2008 haverá eleições novamente, será que essas pessoas e tantos outros eleitores de nossa cidade votarão em candidatos éticos ou irão votar nesses mesmos "lalaus” de hoje?
"Te liga mano"!!!!
Ah!!! E não basta ter presídio, tem que ter trabalho e renda ao povo pobre de nossa cidade porque se não no futuro não haverá local para prender tanto bandido ou simplesmente os pobres que tiveram que roubar para não morrem de fome e daí não faltará vozes como essas que estarão aos gritos clamando por "Pena de Morte Já!!!! Como já está acontecendo nas favelas do RJ e em tantas outras onde os "Bacanas do Asfalto" invadem as favelas para financiar o trafico de drogas e os "lalaus" de lá mandam o "caveirão e os helicópteros" bombardearem os pobres.
E por falar nisso. A polícia do Rio de Janeiro, que segundo a grande mídia empresarial, é a cidade mais violenta do país, já matou 961 pessoas de 1° de janeiro a 30 de setembro deste ano (2007), 20% a mais do que o mesmo período de 2006. Essa informação é da própria Secretaria de Segurança Pública daquele Estado.
Isso significa dizer que sete pessoas, na maioria são trabalhadores pobres, são assassinadas a cada dois dias. Nas entrevistas o “cowboy carioca”, Sérgio Cabral, afirmou “que não é possível combater o crime sem o derramamento de sangue e defendeu a legalização do aborto como um instrumento de redução da violência”. O Governador Cabral (PMDB) é o executor de uma política de segurança publica que é baseada no confronto e na execução de pessoas inocentes colaborando com o processo em curso de criminalização da pobreza e dos movimentos sociais organizados que combate esse tipo de estado de coisas. Portanto não seria a pessoa mais indicada para falar em controle da natalidade, muito menos dessa forma neofacista vociferada por ele.
Por aqui não é muito diferente, enquanto a Governadora Yeda (PSDB) investiu apenas R$ 3,4 milhões em 2007 em segurança publica o Governo Lula já repassou R$ 15.2 milhões em espécie e mais R$ 2,3 milhões em equipamentos (viaturas, computadores, etc...) e já aprovou mais 8,36milhões para os próximos meses, os quais serão aplicados nas áreas de reaparelhamento dos órgãos de segurança publica implantação e modernização de estruturas físicas de unidades e na prevenção da violência.
Alem de dar inicio a construção do prédio da Academia Integrada de Segurança Publica que integrara os cursos de capacitação da Policia Civil, Instituto Geral de Perícias, da SUSEPE, e cursos para Policiais Militares. Para a Brigada Militar terá recursos para a compra de algemas, coletes a prova de tiros, pistolas, projeteis, granadas, viaturas, equipamentos de proteção respiratória para uso dos Bombeiros e mais uma serie de equipamentos para estruturar a Policia Civil. Esses projetos e verbas foram aprovados pelo Conselho Gestor do Fundo Nacional de Segurança Publica cabendo a nós, sociedade gaúcha e viamonense nos organizarmos para fiscalizarmos a aplicação desses recursos que ultrapassam R$ 25 milhões oriundos do Governo Lula, além da contra partida do Governo Estadual que terá o dever moral de investir ou será que deixará só por conta do Governo Federal?
Meu amigo e minha amiga leitora gostaria de receber sua opinião sobre essa discussão da segurança publica, envie-me correspondência eletrônica para o endereço: ver.itamarsantos@terra.com.br ou deixe o seu comentário neste site.
Viamão 10 de novembro de 2007.

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

"Pior do que está não pode ficar"?

Agora acharam este chavão “pior do que está não pode ficar". Mas os defensores dessa tese só a jogam solta no ar, ou seja, não apontam em qual área está ruim aqui na cidade der Viamão. Devemos fazer a critica completa se não temos mais saúde em Viamão é porque a governadora Yeda cortou os gastos com saúde em contar partida a PMV do Pref. Alex e Presidente Lula do PT salvou o Hospital de Viamão de cerrar as portas a partir do apoio da população que se mobilizou; se não há mais vagas nas escolas é porque a governadora Yeda cortou em 70% os repasses diretos as escolas e para finalizar um penúltimo exemplo se não tivéssemos um "instituto Semi Aberto desde 2003 na pda. 36 de Viamão onde os apenados entram e saem quando querem o índice de roubos estaria mais baixo e se não tivéssemos um pedágio que divide a cidade ao meio estaríamos bem melhor.
Mas mesmo assim não quero que fique pior, porque isso é pequeno, isso não atrai progresso. Viamão precisa é de emprego e de empresas que não viram pra cá se aqui tiver um Presido.
Ou você gostaria de morar ao lado de Presídio?
Esse discurso apocalíptico só interessa aqueles que não têm projeto para Viamão, é o jogo fácil de uma oposição sem proposta.
A vinda de um Presídio seria “benéfica” se viesse acompanhada de um verdadeiro programa de recuperação prisional. Onde, por exemplo, haveria a instalação de uma fabrica/indústria próximo ao local de edificação da tal casa de detenção, bem como uma escola interna profissionalizante, já que conforme as autoridades estaduais, o “presídio” será para jovens criminosos de 18 a 24 anos que em tese são “iniciantes” e muitas vezes “induzidos” a esta pratica.
Somente com um projeto sério é que poderemos dar inicio a recuperação daqueles que por um motivo ou outro entraram na marginalidade, muito por culpa do sistema capitalista que exclui e segrega as pessoas pela sua raça e pela sua condição social.
Viamão tem uma urgente tarefa a ser feita que pensar o seu futuro onde os grandes vazios urbanos e rurais não podem permanecer nas mãos de poucos especuladores. E este é só um exemplo da imensa tarefa que nós, viamonenses, temos pela frente.
Nossa cidade cresceu nos últimos anos nas áreas de serviços e do comercio lojista demonstrando que tem potencial econômico ativo nos 365 dias do ano, temos um grande potencial turismo que é pouco explorado. Portanto já esta passada à hora dos empresários e industriais direcionar o olhar para Viamão e virem se instalar a fim de gerar trabalho e renda aos viamonenses.
Porque a leitura apocalíptica está mais para conquistar modelos novos do que para se decretar o fim da esperança. Sou adepto a começar sempre. Para isso o que tem que acabar é o sistema excludente vigente e não apostar no quanto pior, melhor. Essa pratica é daqueles que são invejosos por não avançar na construção de uma nova sociedade com justiça social, fraterna e solidária onde todos tenham valor e sejam respeitados.
ver.itamarsantos@terra.com.br
Viamão 29 de outubro de 2007.

terça-feira, 23 de outubro de 2007

Porque em Viamão?

A pergunta que não quer calar é esta. Porque a construção de outro presídio tem que ser em Viamão?
Poderia ser em Triunfo ou Caxias que são cidades ricas, mas lá a classe rica não deixa e pronto. Mas aqui pode porque somos pobres bonzinhos e queremos adotar uns presidiários. Tenho certeza que o Estado tem que formular com o povo um projeto sério de recuperação para os apenados, iniciando pela tipificação dos crimes e a partir disso pensar em construir presídios apropriados para cada tipo de crime, inviabilizando assim a atual "escola do crime" que é os presídios gaúchos. Ah!!! E aumentar o salário dos policiais e dos agentes penitenciários e dos trabalhadores que atuam com crianças e jovens infratores nas Fundações Estaduais como a FASE e a FPE, bem como nos Municípios que também tem esse tipo de atendimento, em Porto Alegre, por exemplo, são os trabalhadores da FASC.
Portanto o assunto é bem sério para ficarem fazendo chacota com o Prefeito como se fosse ele o responsável pela segurança publica, que pra quem não sabe é de competência da Governadora que está destruindo os serviços públicos estaduais e do Presidente que esta fazendo um bom trabalho na direção da Policia Federal construindo Presídios de segurança máxima pelo Brasil a fora e pagando muito bem esses servidores públicos.
Enquanto isso aqui no Estado a Governadora Yeda (PSDB) e sue Vice-Paulo Feijó representante do grande empresariado gaúcho, sucateia a maquina estatal colocando o pouco que resta a serviço da classe dominante local (empresários, imprensa e latifundiários), prova disso é o estado calamitoso que se encontra todos os serviços públicos que deveriam ser prestados pelo Estado.
A Segurança Pública é um exemplo disso; basta prestarmos atenção naquilo que ocorre ao nosso redor. Nós, viamonenses temos um desses exemplos onde o Instituto Penal de Viamão, pda. 36, “abriga” aproximadamente 400 apenados extrapolando a sua capacidade que é de 120. E para controlar todo esse contingente a SUSEPE dispõe de sete agentes por turno, quando o mínimo deveria ser 30 agentes.
Alem disso o prédio esta sem a devida manutenção, faltam equipamentos como coletes a prova de balas, viaturas, material de limpeza e higiene colocando aqueles servidores em risco constantes, bem como a comunidade do entorno.
Outro Presídio em péssimas condições é a Madre Pelletier, feminino, onde a super lotação e a falta de servidores geram risco de vida constante para ambos aja visto a disputa interna entre as varias facções que “convivem” no local.
O SEMAPI (Sindicato dos Empregados em Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisa e de Fundações Estaduais/RS) denúncia os Centros de Atendimento Sócio-Educativos de Caxias e de Porto Alegre (CASE POA 1) de responsabilidade da FASE-Sec. Estadual de Justiça e Desenvolvimento Social que é comandada, também, pelo PSDB. Apresentam problemas como: super lotação, corte no pagamento de passagens de familiares e assistentes sociais que deveriam fazer visitas familiares regulares para reatarem o vinculo familiar entre o jovem infrator como sua família, ausência de oficinas e de cursos profissionalizantes para o jovem quando cumprir a sua medida ter como ser reintegrado a sociedade, falta de professores e monitores e corte de horas extras, e a transformação de bibliotecas transformadas em dormitórios, se aquilo pode ser denominado de dormitório.
E são estes os mesmos governantes que dizem que agora vão construir um presídio aqui em nossa cidade como “toda a segurança”. Mais outras perguntas deveremos fazer. Porque não arrumam estes presídios que já existem? Porque não contratam mais profissionais para todas as áreas da segurança pública? Porque não remuneram com dignidade esses mesmos funcionários, inibindo a corrupção neste meio? Estas e outras questões devem ser respondidas antes de qualquer coisa. O povo de Viamão merece respeito.
Da mesma forma como nos organizamos contra o pedágio, devemos agora nos organizar contra a instalação de mais um presídio em Viamão. Fonte: Boletim Informativo-agosto/2007 da Comissão de Serviços Públicos da AL.
Viamão 23 de outubro de 2007.
ver.itamarsantos@terra.com.br

domingo, 21 de outubro de 2007

Presídio!!! Outra vez não.

Tem um ditado popular que diz: "Um raio não cai duas vezes no mesmo lugar", mas a história está nos mostrando que isso não passa de uma mera crendice. Mais uma vez o Governo do Estado (PSDB) vem com a mesma conversa fiada para cima dos moradores de Viamão, quer nos empurrar goela abaixo mais um PRESIDIO.
Trocou de Governador para Governadora, mas a política continua a mesma: Cadeia aos pobres e PRESIDIO em Viamão. Foi assim em 2003, na época eu era vereador e juntamente com o nosso atual Vice Prefeito, Serginho; assumimos uma luta contra a abertura do Presídio Semi-Aberto da pda. 36 e o mesmo dirigente da SUSEPE, Sr. Bruno se comprometia que o máximo da capacidade seria de 80 apenados. Passou mais de quatro anos e a história desmentiu-o e esta ali no Ana Jobim (Pda. 36) para quem quiser ver, há mais de 400 apenados entrando e saindo livremente, pois a mesma SUSEPE não dá condições técnicas aos agentes que sobrevivem com meia dúzia de trabalhadores para gerenciar toda essa quantidade de presos. Prova disso é que foi feito a primeira revista no local somente após quatro anos de funcionamento onde foi encontrado um verdadeiro arsenal entra armas e telefones, deixando claro que o local se transformou "num verdadeiro escritório do crime" E agora o mesmo Sr. Bruno vem nos dizer que o "novo presídio" será de segurança média e que elles tem um "projeto social de recuperação aos presos". Fico na torcida para que isso seja verdade, mas não aqui em Viamão.
Virou moda, a grande mídia diariamente incute nas mentes despercebidas das pessoas de que a violência e a falta de segurança advém da pobreza e dos pobres, a todo instante os teles jornais transformam-se em tristes filmes cinematográficos onde a policia sobrevoa as favelas metralhando indiscriminadamente aqueles que estão no solo com o real propósito de matar a pobreza que ofende a paisagem das grandes cidades capitalistas que não estão nenhum pouco interessados em amenizar, no mínimo, o sofrimento miserável de milhões de brasileiros.
E infelizmente esse mesmo povo pobre compra, pirateado mesmo, o filme da hora, o que nada mais é do que afirmar isso que escrevo nesta crônica: Policial, pobre ou Policial corrupto, só serve para apertar o gatilho com a triste ilusão de que está defendo o Brasil. Mas o mais absurdo ainda é que são essas pessoas simples e miseráveis que no mesmo tempo que aplaudem essa barbárie, serão os futuros cadáveres dessa mesma política segregacionista que criminaliza a pobreza e aqueles que se organizam socialmente para ter uma vida melhor.
Viamão precisa de mais emprego, de mais empresas, de mais educação integral, de mais saúde e o Governo do Estado tem é que investir nesta área em nossa cidade porque este é o verdadeiro projeto gerador de segurança para as pessoas. As pessoas necessitam de emprego, não de Presídio.
Viamonenses vamos nos mobilizar!!!!!
PRESIDIO NÃO.

Viamão 20 de outubro de 2007.
ver.itamarsantos@terra.com.br

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Cadeia; Neles!!!!

A violência, infelizmente já faz parte de nossas vidas. Ela é reproduzida com pesa cinematográfica e nas telenovelas, onde o ator que interpreta o “bandido” é o mais laureado pela imprensa que se beneficia da incultura popular.
Sempre que acontece uma tragédia, seja em qualquer setor da sociedade brasileira, essa mesma imprensa que vende violência, se encarrega de ser o promotor, o juiz e o júri, condenando instantaneamente o réu que deve ser imediatamente preso na cadeia.
Essa é a mesma imprensa classista que marginaliza os movimentos sociais, os favelados decretando “cadeia, neles!!!”, mas ao quando um crime é cometido pelos filhos dos bacanas as manchetes são de pé de pagina e os ancoras dos telejornais não demonstram emoção alguma ao noticiar tal crime.
Agora a noticia da hora é o grandioso acidente que vitimou mais de vinte seres humanos provocados no louco transito nacional, mas a sua majestade, a imprensa, achou o culpado rapidinho, ou seja, o motorista de uma das carretas que se salvou.
Dados oficiais (SUS) apontam 35 mil mortes por ano nas estradas brasileiras dando bilhões de reais em prejuízo, além da perda de importantes vidas humanas que se foram deixando outros milhões de familiares sofrendo com a brutal perca de um ente querido e outros tantos mutilados pelo resto de suas vidas. Isso tudo não é levado em consideração pelos grandes meios informativos.
Os governantes por sua vez não tomam atitude alguma para amenizar essa triste realidade e ainda para piorar privatizam as estradas que permanecem sem condições de atender o enorme fluxo de veículos que circulam diariamente cobrando caro para nada.
É uma triste piada o que acontece no Brasil. Onde o lucro é o objetivo principal.
O limite máximo de velocidade nas estradas é de 80 ou 120 km/h, mas ao mesmo tempo as empresas automobilísticas podem produzir livremente carros que podem ser comparados a verdadeiras máquinas voadoras. O correto nesse caso seria proibir a fabricação de automóveis velozes condicionando a produção às condições das estradas brasileiras. Além disso, o enfoque da produção está errado, pois a fabricação privilegia o individual, quando todos os sinais de saturação socioambiental apontam para uma produção coletiva e planejada.
Mas, ao contrario os governos se preparam com policiais que ao invés de proteger, multam e quando não tem policia, tem os “pardais”, verdadeiros cassa níqueis legalizados.
A violência está por todos os locais e em todas as situações, se quisermos iniciar pra valer uma luta contra a violência devemos começar a nos auto-educar na forma de como consumir. Se tiver um celular, não devo comprar outro só porque mudaram a cor e assim sucessivamente.
Afinal somos nós, sociedade, é que elegemos os políticos, somos nós que atendemos aos apelos publicitários e compramos compulsoriamente só para nos sentirmos mais que o outro, o maior, o mais moderno e sem perceber seremos os mais endividados, os mais poluidores e por conseqüência os mais culpados pelo caos em que sem encontra o país e o mundo.
Portanto, já é passado da hora de assumirmos a nossa parcela nesta tarefa de mudanças porque se não restará nada para as futuras gerações, muito menos seres humanos.
Viamão, 16 outubro de 2007.
ver.itamarsantos@terra.com.br

sábado, 25 de agosto de 2007

O que é a Vale?

A Companhia Vale do Rio Doce foi criada em 1º de Junho de 1942; é a segunda maior empresa brasileira, depois da Petrobras; atua em 14 estados brasileiros e possui nove mil quilômetros de estrada de ferro, alem de ser proprietária de 10 portos e estar localizada nos cinco continentes.
Mas, tudo isso foi privatizado em maio de 1997 pelo então Presidente Fernando Henrique Cardoso pela bagatela de R$ 3,3 bilhões, isso é o que a Vale tem de lucro a cada três meses. Só para se ter uma pequena idéia de quanto é rica e lucrativa a Vale, o segundo semestre do ano de 2005 o seu lucro foi de 3,5 bilhões de dólares e em todo o ano o lucro atingiu a sifra de 12,5 bilhões de reais.
Por tudo isso, em 2005, o Tribunal Regional Federal, em Brasília, acatou uma ação judicial e reconheceu a nulidade do valor de venda da Vale do Rio Doce, possibilitando a anulação do leilão.
Mas, como no Brasil há intermináveis recursos jurídicos, o desafio está lançado aos movimentos populares o qual será de reverter esse quadro e anular de vez o leilão.
Por isso entre 1º e 7 de setembro acontecerá em todo o Brasil o Plebiscito pela anulação do leilão de privatização da Vale do Rio Doce o qual será um processo educativo, pois tocará em diversos aspectos relacionados com o bom modo de governar o Brasil destacando a soberania nacional, seus bens naturais, as finanças publicas, o setor mineral que é estratégico para o desenvolvimento soberano e solidário do Brasil, as dividas, o papel do BNDES, o meio ambiente e a ética.
Aqui no RS será incluída também uma pergunta sobre os pedágios que serão extintos em 2013, mas a governadora Yeda quer prorrogar por mais 15 ou 25 anos desrespeitando mais uma vez a Constituição Federal que garante a todo Cidadão(ã) o direito de ir e vir o qual já foi desrespeitado pelo então governador Antônio Britto quando criou as tais praças de pedágios.
Isso não Vale!!!
De 1º a 7 de setembro vamos nos manifestar contra a entrega da Vale do Rio Doce e de tantas outras coisas que maltratam o povo brasileiro.
Então vamos votar NÃO no Plebiscito Popular.
1. EM 1997, A COMPANHIA VALE DO RIO DOCE - PATRIMÔNIO CONSTRUÍDO PELO POVO BRASILEIRO - FOI FRAUDULENTAMENTE PRIVATIZADA, AÇÃO QUE O GOVERNO E O PODER JUDICIÁRIO PODEM ANULAR. A VALE DEVE CONTINUAR NAS MÃOS DO CAPITAL PRIVADO?
( ) Sim ( X ) Não
2. O GOVERNO DEVE CONTINUAR PRIORIZANDO O PAGAMENTO DOS JUROS DA DÍVIDA EXTERNA E INTERNA, EM VEZ DE INVESTIR NA MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE VIDA E TRABALHO DO POVO BRASILEIRO?
( ) Sim ( X ) Não
3. VOCÊ CONCORDA QUE A ENERGIA ELÉTRICA CONTINUE SENDO EXPLORADA PELO CAPITAL PRIVADO, COM O POVO PAGANDO ATÉ 8 VEZES MAIS QUE AS GRANDES EMPRESAS?
( ) Sim ( X ) Não
4. VOCÊ CONCORDA COM A PRORROGAÇÃO DOS CONTRATOS DE CONCESSÃO DOS PÓLOS DE PEDÁGIOS NO RIO GRANDE DO SUL?
( ) Sim ( X ) Não
5. VOCÊ CONCORDA COM UMA REFORMA DA PREVIDÊNCIA QUE RETIRE DIREITOS DOS TRABALHADORES/AS?
( ) Sim ( X ) Não
Eu vou votar NÃO. E você?
ver.itamarsantos@terra.com.br
Viamão, RS,24/08/2007.

Eu também cansei.

É isso aí eu também cansei da cara de pau dos bacanas e das bacanas do Brasil. Com uma desculpa golpista devido à queda do avião que vitimou duzentas pessoas as “cansadinhas” da socialite brasileira (Hebe, Regina Duarte, Ivete Sangalo e Ana Mª Braga aderiram ao “movimento Cansei”), criado pela elite nacional para atacar o Governo Lula.
Mas, será que o verdadeiro motivo não seria a atuação da Receita Federal que autua desvios de impostos na ordem de R$ 40 bilhões nos primeiros sete meses de 2007.
Somente as indústrias respondem por R$ 11 BILHÕES em irregularidades no pagamento de impostos. Para se ter uma idéia da concentração de renda no Brasil, esse valor corresponde apenas a 2.908 notificações. Isso deve explicar o CAN$AÇO de alguns da FIESP.
Os Bancos e outros serviços financeiros, como seguradoras, com apenas 366 autuações, geraram R$ 9,5 BILHÕES em créditos para a Receita. Isso deve explicar o CAN$AÇO da FEBRABAN.
Entre as pessoas físicas, o primeiro lugar em geração de crédito tributário ficou com os proprietários e dirigentes de empresas com R$ 2,136 bilhões em apenas 1.230 autuações.
Os profissionais liberais vêm em seguida, com R$ 207,9 milhões em apenas 1.395 autuações e em terceiro os autônomos, com R$ 169,5 milhões e 227 autos de infração. Isso deve explicar o CAN$AÇO de advogados da OAB-SP que fazem caixa-2 quando não declaram todos os seus honorários, do CRM-SP (médicos que fazem caixa-2 quando não dão recibos, do CREA-SP, e de alguns odontólogos que aderiram ao CAN$EI).
O número de autuações na construção civil, divulgados em separado, foi de 2.299, e o valor R$ 134,6 milhões.
O total entre pessoas físicas e jurídicas foi de "233.182 autuações com crédito tributário de R$ 39,9 bilhões”. Segundo a Receita, isso se deve ao "aprimoramento dos sistemas de cruzamentos de informações para verificar os desvios de conduta tributária”.
Deve ser por nisso que os DEMos querem acabar com a raça da CPMF.Essa notícia nos faz sentir orgulho de sermos brasileiros, e desmente as insinuações caluniosas da imprensa golpista, dos Tucanos e DEMos contra o Governo Lula.
Já imaginou o quanto num governo corrupto não arrecadaria em caixa-2 negociando a não autuação?
O governo Lula está desmontando os esquemas de sonegação que estavam por aí há anos.
Também nos dá esperança de um futuro de mais justiça tributária, onde os tubarões não conseguirão mais sonegar, e a classe média de verdade continuará reduzindo mais seus impostos, sobrando mais dinheiro da sua renda (tendência que já vem acontecendo gradativamente, com as políticas de desonerações e correção das tabelas de IR).
Se elles estão cansados o que deixam para nós que temos que enfrentar todos os dias filas por todos os lugares que vamos, que temos que assistir os bacanas corruptos saírem ilesos de seus crimes porque a Justiça neste pais é de classe, ou seja, só condena pobre. Ufa cansei!!!!
Mais informações em Agência Brasil e no http://boa-luta.blogspot.com
ver.itamarsantos@terra.com.br
Viamão,RS, 24 de agosto de 2007.

sexta-feira, 17 de agosto de 2007

O tráfico não é coisa de pobre.

Há muitos anos os governos vêm tentando combater o tráfico e este cresce em proporção geométrica frente às ações governistas que acabam sendo ineficazes perante o crime cada dia mais organizado.
O povo sabe muito bem desse poderio que esta a disposição do crime organizado, pois serve por imposição destes e pela falta de apoio social dos governos como escudo humano entre os criminosos e a policia.
Todas as ações e planos policiais estão sendo ineficazes para combater a dominação criminosa sobre a sociedade. Podemos observar durante a realização do PAN que apesar do grande aporte financeiro disponibilizado pelo Governo Lula as ações da Guarda Nacional em conjunto com a policia carioca de Sergio Cabral mais uma vez matou indiscriminadamente e os que vieram a morrer foram os trabalhadores, pobres e negros dos morros do Rio de Janeiro dando a impressão de que está em curso uma seleção induzida como controle populacional onde quem morre é o mais fraco e que tem menos condições de sobreviver nesta injusta guerra.
Guerra esta que os mais afoitos já intitularam de “Guerra Civil” como se isso fosse uma insurreição popular, fato este que não é verídico, pois não temos no país condições políticas, ideológicas e estruturais para essa tarefa gigantesca.
Esse discurso de guerra não pode servir para criminalizar a pobreza, pois o que estamos presenciando é uma guerra de “vale tudo”, não só nos morros cariocas, mas em todo o Brasil. E nessa situação o território estabelecido para o combate esta sendo a favela, e com o povo junto, onde não há leis.
O foco desse combate esta equivocado. Por isso esta acontecendo a criminalização da pobreza duplamente tendo em vista que isso acontece também com a consolidação do projeto neoliberal onde a população carcerária aumenta e esse aumento se dá através de pobres e negros que habitam as favelas comprovando ou sendo um claro indicio de que há mesmo essa intenção de se criminalizar os pobres porque estes são pobres.
Toda essa matança não gera efeito algum porque não é atingido o ponto fraco do narcotráfico que não está na pobreza e sim na elite brasileira. O verdadeiro ataque a essa atividade criminosa surtira efeito quando forem atingidos os setores da elite que lucram com essa atividade utilizando o dinheiro oriundo do trafico para alimentar o mercado financeiro internacional, fato esse que podemos comprovar com a prisão do traficante colombiano recentemente.
O bom combate ao narcotráfico se dará a partir do estabelecimento de uma parceria com as forças armadas para atuar na proteção e fiscalização de nossas fronteiras por onde entram as armas que armam os criminosos e a droga que mata os nossos jovens. Essa ação deve ser efetuada juntamente com a criação de instrumentos públicos para combater a corrupção em todas as esferas publicas e privadas e em especial na área policial, investir em inteligência onde a ação policial possa ser cirúrgica deixando assim de matar por “BALAS PERDIDAS” a população que não é o alvo dessa ação, além de se ter uma gestão de segurança integrada entre os governos federal, estadual e municipal que tenha como objetivo aproximar as comunidades do poder publico propiciando assim perspectiva de segurança publica para os próprios moradores do local.
Quando a política adotada pelos governantes é de inclusão há avanços para toda a sociedade, fato esse que não é novidade, pois já foi realizado em vários países da Europa, com o na Irlanda onde houve investimento em ouvidorias que geraram um combate sistemático a corrupção e fez a ação policial avançar dando ao país índices fenomenais de diminuição da criminalidade a partir da redução da corrupção policial e a conseqüente credibilidade dessa mesma policia.
O momento em que o Estado fazer a sua parte e ocupar o seu espaço na sociedade como um todo o crime organizado perdera terreno e conseqüentemente a corrupção desaparecerá.
ver.itamarsantos@terra.com.br

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Um Minuto de Silêncio.

Mais um amigo que parte dessa vida. Desta vez foi o Capitão. Era assim que chamávamos o Claudenir Ricardo Pereira, 47 anos, pai de quatro filhos que ficaram nesta noite de 09 de agosto de 2007, sem o paizão, sua esposa, sem marido, sua mãe, sem o filho querido, seus irmãos, sem o mano e nós os amigos de infância e juventude ficamos sem o nosso camarada, e os colegas sem o parceiro do dia-dia.
Era noite de 09 de agosto quando o Sargento da BM, de profissão, saiu da casa de sua mãe e antes de retornar para a sua residência, resolveu passar no Bar da parada 42 para conversar com seus amigos e conhecidos porque era isso que fazia quase todos os dias. E quando menos esperava adentraram no bar dois elementos para assaltar o referido estabelecimento. Nesse momento o Capitão, reagiu dizem as testemunhas; o exame criminal informa de seu revolver saíram 4 balas.
Mas, os bandidos foram mais rápidos e lhe acertaram na cabeça e todos nós impotentes que somos choramos e fizemos um minuto de silêncio pela morte do nosso amigo.
Não quero e não posso deixar-me banalizar frente a mais esse assassinato de um trabalhador que morre tentando cumprir com o seu dever.
Será que nos resta fazer é só um minuto de silêncio?
Tenho certeza que não devemos ficar mais em silêncio, temos que fazer algo com urgência. A sociedade tem que começar a entender que é a miséria e a corrupção que esta nos colocando sem saída.
É a partir das pequenas coisas que podemos interferir nas mudanças que o Brasil precisa fazer, podemos de hoje em diante exigir todos os nossos direitos começando pela exigência da nota fiscal, de salário justo e equipamentos para os policiais, qualificação permanente dos efetivos da BM e da Policia Civil entre tantas outras coisas.
E principalmente denunciar todo e qualquer ato de corrupção que se souber juntamente com a união enquanto classe trabalhadora onde somos nós que estamos levando a pior. Devemos exigir da justiça, justiça, mas justiça mesmo, onde o criminoso será julgado pelo que fez, não pelo valor em que tem em sua conta bancaria.
Nossas autoridades têm que encarar o crime como uma organização que está ramificada por todas as camadas sociais. Ser pobre não deve ser sinônimo de bandido.
Já está mais do que provado que o trafico e o consumo de drogas é sustentado pelos bacanas que freqüentam as altas rodas da nossa sociedade capitalista.
Não é mais admissível aceitarmos que mandem nossos soldados invadirem as favelas atirando para tudo quanto é lado onde a maioria daqueles que morrem são pessoas humildes que trabalham todos os dias para poderem sobreviver, sendo que o verdadeiro bandido está confortavelmente nos escritórios dos grandes centros econômicos do país. Basta que as autoridades competentes para isso planejem suas ações baseadas na inteligência e não somente na força para que venha acontecer.
Perdemos todos com a morte do Capitão, mas amanhã poderá ser um parente seu. Aí você vai esperar isso acontecer?
Indigne-se.
Faça a sua parte!!!!
ver.itamarsantos@terra.com.br

De Lula Miranda@

Para: ver.itamarasantos@terra.com.br

Recebi a crônica “O porquê do "cansaço" da elite branca” de Lula Miranda que fala da elite brasileira. Boa leitura!!!

O porquê do “cansaço” da elite branca.
A elite branca "cansou". Resolveu, em sinal de protesto, fazer barulho e
demonstrar toda sua indignação.

*Lula Miranda

A elite branca "cansou". Resolveu, em sinal de protesto, fazer barulho e demonstrar toda sua indignação. Pode-se vê-los, mais uma vez, devidamente "enquadrados" numa charge do Angeli, onde se vê, como que numa coreografia mais ou menos ensaiada, esses singulares membros da nossa sociedade com os braços para cima a chacoalhar suas jóias e Rolex num veemente e ruidoso protesto. Indubitavelmente bastante ruidoso e veemente... Risível, decerto.
A elite branca, em definitivo, cansou de conviver com um operário na Presidência da República. Um presidente "monoglota" e sem curso superior é duro de agüentar. E os familiares do presidente então!? Todos de uma pobreza lastimável. Onde foi parar o "glamour" da Presidência da República?
A elite branca cansou desse romantismo ignaro e pobre do proletariado no poder.
Esse negócio do Partido dos Trabalhadores "lotearem" a máquina pública colocando sindicalistas e outros "desqualificados" em cargos estratégicos da administração federal são duros de engolir. Esses cargos, você há de se recordar, eram antes todos de livre provimento das elites brancas. Claro! Pois só eles sabem governar, só a eles, e aos seus, devem ser reservados os melhores empregos, escolas, faculdades, casas e hospitais.
Esse negócio de pagar faculdade para pobre também é algo que a elite branca já não suporta mais. Cotas para negros e pobres nas Universidades Públicas, então, é algo intolerável. O que é pior: essa história de investimentos em um sistema universal de saúde à custa do rico dinheirinho dos impostos não pagos pela elite branca é para acabar.
A elite branca cansou de carga tributária extorsiva para financiar essa tal bolsa-esmola. Cansou de ver os seus iguais "enquadrados", não pelas charges inteligentes do cartunista Angeli, mas pela Polícia Federal mesmo, em horário nobre da TV. Tem "madame" e "doutor" chacoalhando as algemas e fazendo test-drive em camburão zero quilômetro, modelo 2007/2008.
A elite branca quer cheirar sua cocaína em paz e harmonia. A mesma cocaína que desce os morros e favelas para abastecer as festas, e mancha de sangue a alvura de sua hipocrisia branca; não quer a Força Nacional, e o que sobrou da polícia digna e cidadã do Rio de Janeiro, causando contratempos ao bom andamento dos "negócios" no complexo de favelas do Alemão. A elite branca, empalidecida, não admite que o governo da Venezuela não renove a concessão da RCTV, pois temem que um dia a "sua casa", a sua Rede Globo de Televisão, encontre o mesmo destino.
À elite branca não interessa que nesse mesmo governo, que lhes causa indignação e cansaço, o emprego formal bate recorde após recorde: só no primeiro semestre desse ano de 2007, foram criados cerca de 1, 096 milhão de empregos com carteira assinada.
A elite branca tem verdadeira ojeriza a pobres e desempregados; e também pelos pobres que mofam nas filas em busca de emprego.
A elite branca vetou o projeto de FGTS para empregados domésticos, não gastaria o valor de um jantar para pagar a parcela mensal do FGTS da criadagem. Como nos evidenciam os nossos vexatórios índices sociais, a nossa elite branca é por demais benevolentes e generosas.
Portanto, deixe a elite branca reclamar, e clamar aos quatro ventos o seu cansaço. Afinal, o Veuvet Clicquot nunca esteve tão barato: virou "carne de vaca", "todo mundo" hoje está bebendo. Viajar ao exterior então! E esse tal "caos aéreo" é, em grande parte, culpa das passagens muito baratas e dessa "gentalha" que deixou de viajar de ônibus (ou de pau-de-arara) e passou a viajar de avião, enchendo assim os aeroportos e aviões com sua pobreza e maus modos. Um horror! Viajar de avião antes era exclusividade dos bem-nascidos.
A elite branca detesta o governo Lula. A elite branca detesta pobre.
A elite branca adora as revistas Caras e Veja os jornais Folha de S.Paulo e Estado de S. Paulo e a rede Globo. A elite branca enxerga o país como uma jazida a ser explorada até a exaustão, apenas isso. E o povo brasileiro, os escravos de sempre que aí estão para servi-la. Apenas isso e não mais que isso.
E você o que é que acha?
Ver.itamarsantos@terra.com.br
* Poeta e Cronista na imprensa alternativa, entre elas a revista Carta Maior.
Nasceu em Salvador-BA e vive em SP há 15 anos onde é Sec. de Formação e Cidadania do Sindicato dos Trabalhadores em Editoras de SP.
ver.iamarsantos@terra.com.br

terça-feira, 7 de agosto de 2007

Drogas.

Todo começa como se fosse uma brincadeira: você não é homem; é só um traguínho e sedo você já vai pra casa, seu marícas mandado pela mulher.
Depois do primeiro gole a coisa começa a ficar complicada e quando a pessoa se dá por conta já está viciada e daí pra frente vem outras drogas que acaba se transformando num grande ciclo vicioso que na maioria das vezes o (a) viciado (a) acaba morrendo.
O álcool atinge todos os tecidos do organismo humano e provoca em torno de 350 problemas físicos e psíquicos.
O crack* é o resultado do aquecimento da cocaína com bicarbonato de sódio quando, então, é libertada a cocaína (que estava sob a forma de cloridrato ou sulfato de cocaína) quase pura - 90% de pureza - ao contrário da cocaína de rua que às vezes só contém 20% de princípio ativo. A cocaína assim libertada, por isto chamada “base livre” (free-base), se apresenta sob a forma de fragmentos ou pequenas pedras, de cor branca ou cinza-amarelada e vendida em pequenos recipientes plásticos ou pirex. Os de pirex poderão ser aproveitados para o consumo da droga. O crack é usualmente fumado em cachimbos apropriados, de pirex, ou então podem ser pulverizados nos cigarros de tabaco. O nome crack nasce de pequenos estalidos que se dão no forninho do cachimbo durante o ato de fumar.
A grande aceitação da droga (designed drug), que surgiu na década de 80, deve-se a vários itens: a) o crack é mais barato que a cocaína; b) a cocaína, ao ser administrada pelas vias tradicionais, tais como nariz, endovenosa, porém essa passa sempre pelo fígado. São trajetos não só longos e lentos como, ao nível deste órgão, há uma perda na quantidade auto-administrada em virtude de agentes oxidantes orgânicos.
O crack, no entanto, ao ser fumado passa rapidamente para o sangue através dos pulmões e atinge o cérebro em 06 a 10 segundos. Os efeitos nas áreas orgânicas e psíquicas produzidos pela droga são, em regra, os mesmos da cocaína, porém extremamente agravados e acrescidos em nocividade pelos motivos já expostos. No sistema nervoso central, em curto prazo e em quantidade expressiva, produz graves alterações na comunicação cerebral.
Esta desregulação na bioquímica determina disfunções que podem ir até a morte, por paradas cardiorespiratórias, alem de provocar tonturas, desmaios, hemorragias celebrais, psicoses e lesões nas vias respiratórias.
A conduta do usuário de crack é profundamente modificada. Sabedor de riscos a que está exposto o usuário aceita e mergulha na drogadição. A violência e a marginalização são presentes no quadro profundamente anti-social desenhado pelo drogado e o crack por onde passa, deixa figurações de dor e de degradação moral.
O crack, tal como a cocaína, cria dependência psíquica, porém em muito pouco tempo e, às vezes, em 06 dias. A tolerância faz parte do abuso do crack e a dose excessiva ainda não é conhecida. *Fonte: www.usuarios.uninet.com.br
A 3-4 metilenodioximetanfetamina, conhecida como ** “ecstasy”, é uma droga psicotrópica estimulante sintética, produzida em laboratórios clandestinos. Seu uso é bastante difundido nos Estados Unidos e na Europa e, nos últimos 5 anos o uso no Brasil vem crescendo de forma bastante acelerada, tornando-se uma das principais drogas consumidas pelas classes médias, médias-altas e altas.
O ecstasy é comercializado na forma de comprimidos ou cápsulas que custam entre 25 e 45 reais (janeiro de 2005). É corriqueiro o consumo de várias doses em uma só seção de abuso. Sua via de administração mais comum é a oral (ingerida), mas a droga também pode ser macerada e aspirada. Vale ressaltar que a facilidade na forma de consumo do ecstasy é ser um fator importante para sua popularização. Enquanto as outras drogas ilegais tradicionais (com exceção do LSD) exigem um lugar reservado e, por vezes, um kit para confecção e consumo do ecstasy pode ser realizado com muita discrição em qualquer lugar e não exige nenhuma preparação. Além disso, a forma de comprimidos o torna menos agressivo para um consumidor iniciante, que poderia ser avesso a outras formas de consumo de drogas tal como aspirar cocaína ou fumar maconha. O ecstasy tem um marketing próprio que vai desde o nome que remete a uma experiência prazerosa até a apresentação em comprimidos com relevos com apelos publicitários e denominações como a “droga do amor”.
Alem disso o consumo dessa droga aumenta a temperatura do corpo podendo atingir os 42 graus, fato esse que pode levar a morte súbita e causa a impotência sexual.
A **cocaína é um alcalóide encontrado nas folhas do arbusto Sul Americano erythroxylon coca. É um potente psicoestimulante. A droga bloqueia a recaptação do neurotransmissor dopamina.
As sensações imediatas são euforia, alerta, inquietação, supressão do sono, do medo, da fome e do cansaço. Em alguns usuários pode haver estimulação sexual enquanto em outros pode haver justamente o contrário; pode causar também insônia, disfunção arterial, trombose e convulsões.
As metanfetaminas são substâncias relacionadas quimicamente com as anfetaminas e são um potente estimulante que afeta dramaticamente o sistema nervoso central. A droga é facilmente sintetizada em laboratórios clandestinos, sendo – conjuntamente com o ecstasy – uma das mais populares drogas sintéticas.
As metanfetaminas são chamadas comumente de ice, cristal, speed e meth, mesmo no Brasil. É apresentado geralmente como um pó branco, cristalino, com gosto amargo e é facilmente solúvel em água ou álcool. As metanfetaminas foram aperfeiçoadas originalmente no Japão e Alemanha, na Segunda Guerra mundial, e eram dadas a operários e combatentes de forma a espantar a fadiga no esforço de guerra. Até hoje é uma das drogas mais consumidas nos países orientais.
As metanfetaminas podem ser aspiradas (cheiradas), inaladas, ingeridas ou injetadas. No Brasil são mais comumente aspiradas ou ingeridas - algumas vezes inadvertidamente - pois são facilmente solúveis. Os efeitos imediatos, sob efeito da droga, são extrema euforia, estado de alerta, movimentos repetitivos, paranóia. Assim como outros estimulantes alguns usuários podem sentir desejo sexual enquanto outros sentem repulsa por qualquer contato íntimo.
Uma de suas principais características, bastante comentadas pelos usuários, é a longa duração de seus efeitos. Uma única dose de metanfetamina pode levar o consumidor a ficar em estado de alerta e intensa agitação por 48 ou 72 horas seguidas.
O que a faz ser conhecida, injustamente, como a droga dos internautas. Essa fama vem, aparentemente, de casos isolados, mas com grande repercussão, de jovens que chegavam a jogar videogames em rede (Lan Houses) até 48 horas seguidas, em países orientais, com resultados inclusive fatais. Na avaliação de técnicos estes fatos estão mais relacionados à popularidade, nesses países, tanto das metanfetaminas como das Lan Houses, não havendo nenhuma condição particular das atividades dos jogadores com a facilitação do consumo da droga.
Os efeitos das metanfetaminas no cérebro estão relacionados com o aumento abrupto da produção da dopamina, neurotransmissor importante no delicado mecanismo de recompensa cerebral.
Milhões de anos de evolução e seleção naturas proveram nosso cérebro de uma complexa teia neurológica de recompensas para situações que favoráveis a nossa existência. Esse mecanismo regula nosso humor, emoções, excitações, estados de euforia e satisfação. A ingestão regular de euforizantes químicos, notadamente a cocaína e anfetamínicos tais como ecstasy e metanfetaminas enviam um sinal falso para o cérebro de que o consumo desta droga e as situações envolvidas são imensamente benéficas em detrimento daquelas realmente importantes para nossa evolução.
Os efeitos neuroquímicos destes estimulantes no cérebro são confundidos com os mecanismos de recompensa para situações desejadas. Um perigoso atalho que dispensa as situações normalmente requeridas para o disparo desse mecanismo, como sexo, realizações profissionais, amor, companhia de amigos e familiares, inter-relação pessoal, etc.. O resultado neuroquímico mais evidente em usuários é justamente o desequilíbrio deste delicado mecanismo, o que acaba por afastar o usuário das atividades normalmente prazerosas levando-o a buscarem a recompensa química nos estimulantes.
É bastante normal usuários deixarem, gradativamente, de se sentirem confortáveis e estimulados para atividades cotidianas. Ao mesmo tempo podem experimentar uma euforia quando deparados com assuntos, fatos ou lembranças de episódios de consumo da droga. Isso ocorre por que, quimicamente, seu cérebro passa a buscar mais os estímulos mais fortes e as situações nas quais ele foi “recompensado” em depreciação as situações onde ele normalmente deveria sentir este estímulo.
A **morfina e a heroína são derivadas de um grupo de substâncias extraídas da papoula (Papaver somniferum), de onde também se extrai o ópio. Estas substâncias são denominadas opiáceos. A papoula é conhecida há mais de 5 mil anos, nessa época os sumérios já a utilizavam para combater problemas como insônia e constipação intestinal. No século XX, pesquisadores isolaram a morfina e seu uso medicinal foi amplamente difundido, especialmente por suas propriedades analgésicas e antidiarréicas. Embora seja muito eficiente no combate à dor, a morfina causa dependência em poucas doses. Já no final do século XIX, o número de dependentes da morfina era significativo. Para auxiliar no tratamento da dependência dessas pessoas, foi desenvolvida uma droga a partir da morfina: a heroína. A heroína chegou a ser prescrita por Sigmund Freud, mas já na década de 1920 foi constatado seu alto poder de causar dependência química e psíquica. Sua produção e comércio foram proibidos no mundo todo.
A heroína é um pó geralmente de coloração escura ou marrom. O consumo endovenoso é comum no Ocidente e recentemente a introdução de heroína de alta qualidade por produtores colombianos resultou em uma explosão do consumo via aspiração (cheirada) e uma popularização da droga. A morfina é apresentada liquida ou liofilizada e geralmente em apresentação farmacêutica.
Opiáceos como a heroína e a morfina possuem estrutura química capaz de se ligar aos receptores de neurotransmissores denominados endorfinas, associados ao controle da dor, prazer, bem estar e relaxamento. Ao atingir o cérebro, tanto a heroína quanto a morfina deprimem os centros nervosos responsáveis pela dor e pela vigília, além das regiões que controlam a respiração, os batimentos do coração e a pressão do sangue. Estas drogas interferem no chamado limiar da dor, um limite físico que regula a interpretação dos sinais de dor que o cérebro recebe. Por isso são capazes de suprimir as sensações de dor sem neutralizar outras sensações. Daí seu uso como anestésico. Porém, como desenvolvem dependência com relativa velocidade, com pouco tempo de uso a situação se inverte para o usuário: o usuário passa a ter que usá-las para não sentir dor.
Relatos de dependentes indicam dores extremas na abstinência dessas drogas, ao ponto de sentirem dores insuportáveis no interior dos ossos, emagrecimento extremo, queda de pressão (pressão baixa), inflamações gastrointestinais, apatia e depreção.
**Fonte: www.testededrogas.com/asdrogas
LSD*** é o acrônimo de Lysergsäurediethylamid, palavra alemã para a dietilamida do ácido lisérgico, que é uma das mais potentes substâncias alucinógenas conhecidas.
Uma dose de apenas cem microgramas causa um brutal aumento nos sentidos, afetando também os sentimentos e a memória por um período que pode variar de seis a quatorze horas. Provoca pânico, sensação de deformação do corpo e distúrbios crônicos. *** Fonte: Wikipédia
A Maconha ou Marijuana*** é uma droga entorpecente produzida a partir das plantas da espécie Cannabis sativa, substância psicoativa presente na maconha e no haxixe é o delta-9-tetrahidrocanabinol (THC). Geralmente a maconha e o haxixe contêm até 8% de THC, mas algumas variedades de maconha, (cruzamentos entre a espécie Cannabis sativa e Cannabis indica, comumente conhecidas como Skunk ("Gambá" em português, nome dado devido ao forte cheiro proveniente da queima da espécie em questão) produzem recordes na marca de 33% de THC.
A maconha causa, entre outros problemas, défice de atenção auditiva, surtos psicóticos, dano na traquéia e nos brônquios falta de percepção e infertilidade. ***Fonte: Wikipédia
Os solventes e inalantes são os mais fáceis de se conseguir, pois estam a disposição em qualquer ferragem e infelizmente são vendidos para crianças sem o menor sentimento de culpa. Provocam zumbido nos ouvidos, irritação nos olhos, diarréia e lesões neurológicas.
ver.itamarsantos@terra.com.br

O sentido das Palavras.

Nosso vocabulário é rico em palavras e algumas são rotuladas como más, ou seja, se convencionou dar a estas palavras definições que as fazem com que quem seja adjetivado por elas passem a ser pessoas ou grupo de pessoas anti-sociais. Geralmente ouvimos ou mesmo nós declaramos esse preconceito de alguém: “Lá vem o radical”, ou “Já vem você com os seus fundamentalismos”.
Um desses termos muito comum de se ouvir é o termo sectarismo (usado geralmente com conotação pejorativa) pode ser definido como a visão estreita, intolerante ou intransigente. Muitas seitas e religiões têm uma visão proselitista das verdades que pregam. Algumas atitudes de grupos ideológicos também podem ter comportamentos sectários na defesa ferrenha de seus ideais. Classifica-se de sectário aquele que é praticante de uma seita ou apresenta comportamento típico do sectarismo ideológico.
Como vemos as definições gramaticais são de cunho pejorativo, conceitos que absorvemos como “normais”, mas na pratica podemos objetivar um ou outro ponto vista sob um assunto determinado como sendo sectário. Tal qualificação depende de quem avalia tal discussão ou tal fato.
Digamos que o papel do avaliador é o decisivo em se rotular alguém como sectário, então na verdade podemos dizer que o sectário nesta estória é quem julga porque ao julgar (exceto as questões legais) se coloca a favor de algum lado.
A Intolerância é outra palavra que tem uma conceituação forte que é definida como: uma atitude mental caracterizada pela falta de habilidade ou vontade em reconhecer e respeitar diferenças em crenças e opiniões.
Num sentido político e social, intolerância é a ausência de disposição para aceitar pessoas com pontos-de-vista diferentes. Como construção social, isto está aberto a interpretação. Por exemplo, alguém pode definir intolerância como uma atitude expressa, negativa ou hostil, em relação às opiniões de outrem, mesmo que nenhuma ação seja tomada para suprimir tais opiniões divergentes ou calar aqueles que as têm. Já a tolerância, por contraste, pode significar "discordar pacificamente". A emoção é um fator primário que diferencia intolerância de discordância respeitosa.
Como podemos berceber devemos ter muito cuidado quando atribuirmos um adjetivo a alguém porque esse pode ser perfeitamente atribuido a nós mesmos.
ver.itamarsantos@terra.com.br

quinta-feira, 2 de agosto de 2007

A Juventude e o Movimento Estudantil.

A juventude é uma das melhores fases de nossas vidas, já falamos sobre isso por essas páginas. Mas também é a fase em somos mais alienados sobre os problemas que ocorrem na sociedade em que vivemos, deve ser porque nossos objetivos sejam, naquele momento, mais direcionados a assaração da gatinha de pele morena, para os guris, ou daquele gato da casa da esquina, para as gurias.
Dizem os entendidos na matéria que “a juventude é o futuro do Brasil”, pois é, entendo que não é bem assim: a juventude será os futuros adultos sim, portanto, ela é também o presente, se pensarmos assim termos um país de alienados ou pessoas sem limites e sem valores. Será que os adultos de hoje não foram jovens alienados e sem compromisso no passado?
Essa alienação toda atrapalha a formação do futuro adulto, são poucos os jovens que na minha juventude e na atual se interessavam em participar da vida mais ativa do seu meio social e o movimento estudantil foi para mim como para muitos jovens de hoje a oportunidade de se abrir para atuação política. As décadas de 70 e 80 foram os anos em que os estudantes mais atuaram através de passeatas, na luta pelas “Diretas já!!”, eu e meus colegas de “Julinho” realizamos uma greve para manter a porta da escola aberta durante todo o período, tamanha era a politização da gurizada.
Dia 11 de agosto, próximo, será comemorado o Dia do Estudante e os 70 anos da UNE, e os estudantes de Viamão estarão em praça pública marcando essa data no dia 10 no centro da cidade.
Nos anos 90 os estudantes do Brasil foram às ruas de cara pintadas e derrubaram o Presidente da Republica, agora em 2007, no século XXI, os estudantes ocuparam por mais de 40 dias a reitoria e os prédios da universidade de São Paulo-USP contrários aos decretos do tucano Jose Serra que pretendia acabar com a autonomia e com o financiamento da universidade. Nessa ação ressurge no cenário nacional, mais uma vez o Movimento Estudantil pipocando por todas as universidades paulistas e se espraiando por todo o país, em especial na nossa UFRGS numa bela atuação na defesa da instituição das cotas social e raciais naquele centro de conhecimento.
O Movimento Estudantil se viu encurralado devido à sistemática recusa de serem ouvidas as suas reivindicações, sobretudo, daqueles de baixa renda e as suas necessidades de moradia e bolsas para custear os seus estudos e o único modo de enfrentamento foi ir ao extremo de ocupar as universidades paulistas.
A maioria desses estudantes é de origem humilde que estão lutando para a ampliação de vagas, criação de novos cursos noturnos para que mais jovens tenham a chance de ingressar, por mérito, nas universidades públicas. Eles (as) são desempregados, filho de desempregados, em fim, pobres ou em processo de empobrecimento que estão dentro e fora das faculdades lutando contra os efeitos nocivos e subservientes do capital estrangeiro, a precarização do trabalho via reforma trabalhista e previdenciária e contra a reforma universitária.
A luta do Movimento Estudantil é forjada na rebeldia que ameaça, sim, porque traz para a vida real a verdadeira dimensão da cruel e tão negada luta de classes em vivemos.
Encerro com uma frase de Honestino Guimarães, ex-presidente da UNE em 1970, que em 10 de outubro de 1973 foi preso pelo regime militar e nunca mais apareceu: “Sempre podem nos prender, podem nos bater, mas quando voltarmos seremos milhões”.
Viva o Movimento Estudantil!!!
Por uma classe trabalhadora unida!!!
ver.itamarsantos@terra.com.br

quarta-feira, 1 de agosto de 2007

O PAN visto por outro foco.

Quem é que não gosta de ganhar? Todos nós gostamos de ganhar e que os nossos atletas ou que o nosso time do coração ganhe, principalmente porque foi essa a cultura que nos passaram desde quando nascemos e infelizmente até hoje vem se reproduzindo. Atualmente muito por conta da grande publicidade midiática que nos impõe diariamente essa cultura competitiva e consumista.
Se você não estiver vestindo uma calça ou um tênis de marca, você não é bem recebido no seu grupo social, se você não é bom em um esporte ou no seu emprego, você esta fora, esta desempregada, portanto a cultura vigente é de uma competição desleal e muitas vezes danosa.
No esporte não é muito diferente tendo em vista que o modelo adotado no mundo inteiro é o esporte de alto rendimento onde nos paises capitalistas os atletas são mantidos com altos patrocínios das multinacionais aos que nasceram com talento, verdadeiros gênios. E assim são vendidos ao mercado consumidor como marca de tênis, calças, chuteiras ou qualquer outra bugiganga que caia no agrado do inconsciente popular proporcionando retorno financeiro a marca que patrocinou.
Nos paises como a Rússia e Cuba esses atletas são preparados desde criança pelo Estado para no futuro ganharem muitas medalhas e assim fazer a boa propaganda do regime.
A bem da verdade nos dois sistema os atletas são agentes de propaganda que dão sustentação política a qualquer regime ideológico, isto pode ser assistido pelas empresas oficiais que fizeram a cobertura do PAN. Alguns repórteres mencionaram que “a boa colocação dos nossos atletas servirá para amenizar o sofrimento do povo pobre”, se isso você dito por Lula, Fidel ou por Chaves, os incautos baluartes da democracia esbravejariam como sendo mais uma demagogia populista desses esquerdistas, mas como veio da parte deles esta certo. Propaganda capitalista pode!!! Socialista, não.
Em tudo que fizemos de certo modo está esta conotação ideológica, notamos mais fortemente isso na excussão das obras do PAM onde o dinheiro público serviu, mais uma vez, para garantir lucros fáceis aos já ricos senhores da elite carioca.
As maiores empresas, controladoras de toda a imprensa brasileira, não informaram o que de fato aconteceu com os quase 4 bilhões de reais gastos para fazer o PAN acontecer. Não noticiou, por exemplo:
_____ Que para organizar o PAN, foi criado uma empresa chamada de CO-Rio tendo como Presidente o Senhor Carlos Arthur Nuzman, por coincidência também é Presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Empresa esta que gastou a bagatela de aproximadamente 4 bilhões de reais advindos dos cofres públicos da Prefeitura Municipal do RJ, do Governo do Estado do Rio de Janeiro e do Ministério dos Esportes.
Para que serve o COB?
_____ Que a senhora Mônica Conceição, figurinista da equipe olímpica brasileira é cunhada de Carlos Arthur Nuzman, Presidente do COB. Neste caso não é nepotismo? Ah! Cunhada não é parente. Já dizia um velho político.
______ Que 22 milhões foram gastos para bancar as passagens aéreas de todos os cartolas que vieram ao Rio para assistir os jogos.
_______ Que a empresa que somente idealizou (pensou/desenhou) as medalhas do PAN recebeu para isso R$ 720 mil e através de carta-convite, ou seja, sem licitação.
E essa montanha de dinheiro público é só a ponta do iceberg, pois por de trás desse angu tem caroço.
ATÉ A PROXIMA CPI (Comitê de Pizzas Indigestas).
ver.itamarsantos@bol.com.br

terça-feira, 31 de julho de 2007

Entre o Público do SUS e o privado dos Planos de Saúde.

O cinismo midiático insiste em propagandear de que tudo aquilo vindo da iniciativa privada é o melhor e se for importado, fica melhor ainda.
Por duas oportunidades presenciei e participei diretamente dos dois atendimentos e pude comprovar que o SUS remunera muito para o mau serviço prestado aos usuários disponibilizados pelos prestadores de serviços. No outro extremo a recíproca também é verdadeira, com um agravante: o usuário paga muito bem para as empresas que vendem saúde, estas pagam mal os prestadores de serviços (hospitais) e estes atendem muito mal a nós, os usuários, sem contar que a remuneração dos profissionais é baixíssima e em certos hospitais são obrigados a atender no SUS e no privado.
Estive na sexta-feira, 06 de junho, p.p, no Hospital da PUC, acompanhando um bebe de aproximadamente um mês de idade, juntamente de sua mãe de 17 anos, ambos abrigados em um dos abrigos da FPERGS (antiga FEBEM), onde trabalho como monitor. O bebe estava com problemas respiratórios e por estar em estado grave teve que ficar hospitalizado.
Eram aproximadamente 19h30min min quando chegamos à emergência do SUS, imediatamente o bebe foi atendido no setor de enfermagem onde foi prescrito pela única médica que estava de plantão naquela noite, nebolizar de hora em hora devido o menininho estar com broqueolite. Permanecemos por mais de duas horas ali, até que a dita médica conseguisse fazer um exame mais detalhado no bebe e solicitasse um raio x do pulmão. Ao retornar-mos a emergência a única médica do setor informo-nos que o pequenino paciente teria que ficar hospitalizado na enfermaria, uma sala junto da emergência com mais 12 crianças de zero até 06 anos de idade tão doentes ou mais do que o bebezinho.
Indaguei para a médica e para as 03 técnicas em enfermagem que se revezava em atender as crianças já internadas e aquelas que chegavam urgência/ emergência: quantas crianças elas atendiam por plantão de 12 horas? Informaram-me que no inferno eram atendidas entre 70 e 100 crianças por plantão. Os valores reembolsados pelo SUS todo mundo já sabe que é uma vergonha, a começar pelos R$ 2,55 referentes à consulta medica o qual não é reajustado a mais de 15 anos.
Mas, o bebe foi atendido e salvo apesar do estado deplorável do local onde ficaram baixados, em uma enfermaria que se espremiam os 13 berços com os bebes, 13 cadeiras onde eu e as outras 12 mães extenuadas de sonho cochilávamos entre um choro e outro.
Mas, desrespeito maior aconteceu como minha esposa na emergência de convênios do Hospital de Viamão, em 23 p.p, quando ingressou naquele serviço onde permaneceu por aproximadamente 08 horas com suspeita de vesícula saturada. Somente na espera da ecografia deixaram-na esperando por mais de 02 horas sendo que o custo de um exame destes vale mais de R$ 80,00 e a mensalidade paga para uma pessoa com mais de quarenta anos de idade custa em torno de R$ 220,00, valores estes muitas vezes mais elevado do que os pagos pelo SUS.
A igualdade nos dois atendimentos se dá no mesmo tratamento dado aos profissionais da saúde publica, pois tanto no publico como no privado só tinha um médico para fazer todos os atendimentos, chegando ao absurdo de ter somente um médico cirurgião para atender o SUS e os convênios, ou seja, só tinha um médico cirurgião no hospital de Viamão neste dia.
Mais uma vez afirmo que, também o setor privado trata mal os seus usuários e os seus trabalhadores.E é de extrema urgência que a tabela de procedimentos do SUS seja reajustada a preços honestos e os ditos hospitais filantrópicos fiscalizados.
ver.itamarsantos@terra.com.br

domingo, 29 de julho de 2007

De:brasil105

Para: ver.itamarsantos@bol.com.br

___ brasil105: deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Quem tem direito de vaiar Lula?”
___ brasil105: Li esta postagem no Viamão Hoje e fiquei me perguntando: 50 milhões de pessoas saindo da miséria absoluta? Só se for fora do RS, afinal aqui, não vemos nada de diferente em relação à pobreza. Os moradores das vilas continuam se alimentando de poeira e de água de esgoto. Os ratos se proliferam. Nos mercados, os preços aumentam a cada dia, e a qualidade dos produtos oferecidos cresce em razão inversa aos preços.
Basta ter boa vontade de ver. Deixar a visão polí¬tica de lado e tentar, observar.
Não tenho que fazer nada pelo povo, não sou polí¬tico. Tenho que fazer por mim e pela minha família. Agora os "políticos" que façam polí¬ticas sociais de verdade.
É fácil falar do "companheiro LULA" como se ele fosse o senhor da verdade e da honestidade.
___ ver.itamarsantos@bol.com.br: que bom que você lê um dos mais democráticos sitos da rede, o www.viamaohoje.com.br, mas se achas que não há 50 milhões de pessoas que saíram da miséria no Brasil é porque nuca passou necessidades e há sim milhares delas aqui no sul. A miséria é o pior mal do sistema capitalista e infelizmente pra quem nuca teve nada para comer, quando recebe do Governo Lula o bolsa família de R$ 90,00 isso significa poder comer uma alimentação saudável ou pelo menos que não seja resto. Pode até dizer que esse é mais um programa assistencialista, pois o é, mas em uma sociedade capitalista igual a nossa temos que iniciar por algum lado e o lado escolhido por Lula foi o de matar a fome das pessoas e a partir daí prepará-las para iniciar o seu auto-sustento. Você não vê nada disso aqui no RS deve ser porque o Rigotto e a Yeda não investe no social, pelo contrario, o imposto que você paga quando saboreia a sua cervejinha eles transferem em forma de subsidio para as grandes empresas como a Gerdau e a RBS. Quando você diz que não é político, você está se enganando a si próprio ou está sendo hipócrita, pois você acaba de ser e fazer política; no momento em que você usou o seu tempo para ler e após digitar o seu comentário carregado de preconceito contra o que está na minha crônica você fez política, portanto essa estória de que você não é politípico é mentira, é balela. Você é político e daqueles de extrema direita e enrustido, pois utiliza pseudônimo. Mostre a sua cara tchê!!!!
No momento em que você só faz por sua família você demonstra que optou por uma posição política que prima pelo individualismo e pelo corporativismo onde o outro não vale nada e muito menos se esse for um pobre.
Você é dessas pessoas que vaiam o Lula porque ele é de origem pobre, um metalúrgico, ou seja, Ele é um operário que evoluiu tanto que chegou a Presidência da Republica por duas vezes com votação maciça do povo humilde que são a maioria dos brasileiros, onde gente como você não está incluída. Por isso é que você não votou no Lula.
___ brasil105: EU VAIO O LULINHA PAZ E AMOR. EU VAIO A POLíTICA CORRUPTA DELE (aqui uma ressalva, não só dele, como a da grande maioria dos políticos).O Lula trabalha para o nordeste e pelo nordeste (igualzinho ao Sarney).
___ver.itamarsantos@bol.com.br: o Lulinha paz e amor eu também vaio, porque eu quero que o Lula faça a reforma agrária, construa casa para os sem-teto, acabe com os pedágios e desaproprie as empresas sonegadoras de impostos. E transforme-as em cooperativas para os trabalhadores crescerem com autonomia e discordo de que o Lula seja corrupto, corrupto são aqueles que se aproximam dele para se beneficiar da corrupção que campeã esse país desde Cabral. Que isso!!! Só falta você dizer que os nordestinos são uma raça inferior; não, isso é racismo caro brasil105.
__ brasil105: Pra fechar, falavam da polí¬tica neoliberal do FHC. E o que o Lula tá fazendo? Socialismo. Quer fazer do Brasil uma nova Cuba? Basta ver no PAN do RJ quantos cubanos abandonaram a delegação. BRASIL AME-O OU DEIXE-O é coisa de militar, mas com o Lula no poder, ta dando vontade de revolucionar tudo. CRESCIMENTO AO RS JÁ. QUANDO ESTE PRESIDENTE (ANALFABETO) CUIDAR DO SUL E FAZER ESTE ESTADO CRESCER EU PÁRO DE VAIÁ-LO.
___ veritamarsantos@bol.com.br: Puxa! Caprichaste no grã finale, vem carregado de regionalismo que me faz acreditar que você possa descender de Hitler e também me convencestes de que você não é um ser político e sim um analfabeto político.
Até a próxima!!!!
Novo endereço: ver.itamarsantos@terra.com.br

Criança Esperança 2007.

Será que é verdade?

Mais um ano mais e mais uma milionária campanha das organizações Globo intitulada de “Criança Esperança”.
As informações que circulam são de que a Rede Globo utiliza as arrecadações do programa criança esperança para não pagar imposto de renda. Coisas assim têm muito mais peso que um mês de Jornal Nacional falando das quedas dos aviões da TAM e da Gol.
Quando a Rede Globo diz que a campanha Criança Esperança não gera lucro é mentira.
Porque no mês de Abril do ano seguinte, ela (TV Globo) entrega o seu imposto de renda com um seguinte desconto: Doação feita à UNICEF no valor de aproximadamente 600 milhões de reais em 2006. Ou seja, a Rede Globo já desconta pelo menos 20 e tantos milhões do imposto de renda graças aos babácas que fazem as doações.
Agora vai você quer colocar no seu imposto de renda que doou 7, 15, 30 ou mais pro criança esperança?
NÃO PODE!
Sabe por que você não pode? Porque Criança Esperança é uma marca e não uma entidade beneficente. Já a doação feita COM O SEU DINHEIRO para o Unicef é aceito.
E não há crime nenhum aí, você doou a Rede Globo um dinheiro que realmente foi entregue à Unicef, porém é descontado na Receita Federal como doação da Rede Globo e não sua!
PERGUNTA: Você pagando imposto da Rede Globo Criança Esperança?
Você pagando o imposto da Rede Globo!!!
Se a Rede Globo não desembolsa os 20 e tantos milhões para pagar o imposto de renda que deve ao Leão, para quem então é a doação do programa anual, Criança Esperança?
Se isso for verdade? Pergunto, eu. É mais uma trapaça legalizada da burguesia nacional agregada a todas as outras benesses que a grande mídia já tem dos governantes federais. Isso é uma aberração, é um absurdo!!!
Assim é uma maravilha ser empresário neste país, só ganha e ainda posa de bonzinho e filantropo.
É uma palhaçada. Você vai fazer uma doaçãozinha este ano para a rede globo?

Em 28 de julho de 2007.
ver.itamarsantos@bol.com.br

quarta-feira, 25 de julho de 2007

Tenho medo de avião!!!

Dizem que quem fala a verdade não merece castigo, pois então estou entre essas pessoas. Nunca entrei em um avião, conheço um porque fui levar uma de minhas irmãs no Salgado Filho quando da sua viagem de lua de mel e só avistei o dito cujo, quando o mesmo taxiava na pista do aeroporto, o vi pela janela do prédio.
Portanto, essa crônica esta baseada em fatos pesquisados no sitio www.desastresaereos.net/acidentes_brasil e recheada com opiniões pessoais construídas após fazer um apanhado dos diversos acidentes aéreos ocorridos no Brasil nos últimos anos. Técnicos em aviação afirmam que o transporte aéreo é o mais seguro; em relação aos outros meios.
O avião é utilizado por uma parcela da população que usufrui de uma condição socioeconômica favorável (digamos assim) que vinha enfrentando vários problemas a partir de 29 de setembro de 2006, data do terrível acidente do vôo 1907 da Gol, quando o Boeing 737 chocou-se com um Legacy da empresa norte-americana ExelArie (fabricado pela EMBRAER)ou vise-versa, quando 154 pessoas morreram e até hoje somente 23 famílias foram indesadas.
A partir de então imprensa libertina passou a atacar com mais voracidade o governo Lula atribuindo-lhe toda a culpa pela crise aérea instalada no Brasil e que em todos os governos anteriores foi ignorada por essa mesma imprensa. A falta de investimentos na infra-estrutura aérea é idêntica a qualquer outro serviço, com um agravante, as viagens aéreas são um privilegio de poucos em relação à esmagadora maioria do povo brasileiro que se espreme nos ônibus, trens e vãs em longos trajetos para irem ao trabalho, fatos estes que não são noticiados com a mesma ênfase pela “nossa democrática imprensa”. Onde nas estradas morrem muito mais pessoas se comparado aos acidentes com aviões e nem por isso é feito tanto alarde como estão fazendo com a tal da crise aérea.
Porque será que a imprensa burguesa não faz a mesma pressão na crise de ética e de corrupção que assola o país? Será porque os políticos envolvidos são da sua classe social e o Presidente Lula é oriundo da classe trabalhadora, um metalúrgico, portanto de uma classe inferior? E sendo assim Ele têm que ser castigado como são todos aqueles que não têm como pagar um bom advogado para livrá-lo das garras da lei.
Isso fica claro quando revemos o passado e identificamos, por exemplo, que o acidente com o fokker 100 da TAM, vôo 402, de 31 de outubro de 1996, com 105 vítimas fatais que caiu no meio da rua no bairro Jabaquara em São Paulo após 10 anos e 10 meses; há familiares (a maioria) de vitimas que ainda não receberam indenizações devido a TAM e a UNIBANCO Seguros recorrerem repetidas vezes graças à benevolência dos Juízes brasileiros. Para se ter uma vaga idéia o valor do seguro em caso de acidente era na época de 400 milhões de dólares; deve ser por esse ‘detalhe’ que é tão demorado a sentença final.
A isto tudo a imprensa empresarial não informa. Sem contar que esses dois desastres ocorreram nos governos de Serra e de Mário Covas (in memória) do PSDB respectivamente, não informa também que o Aeroporto de Congonhas ficou nesse caos porque os diversos governos do Estado de São Paulo/Capital nunca se opuseram as construções ao entorno cedendo as pressões dos capitalistas ocasionando a saturação desse importante entreposto nacional.
Enquanto no Brasil tivermos uma democracia somente para os burgueses, essa democracia nunca será plena, será uma falsa democracia que é permitida somente para aqueles que têm dinheiro no bolso. Será uma democracia em que a liberdade de imprensa é para aqueles que têm por de trás muitos dólares que lhes garante invadir a privacidade individual das pessoas sem dar o direito dessas reclamarem, pois estas estariam tolindo o “direito deles de liberdade de expressão”.
Até quando o povo ficará calado a tudo isso?ver.itamarsantos@bol.com.br

quarta-feira, 18 de julho de 2007

Quem tem direito de vaiar Lula?

No dia da abertura do PAN convidaram o Presidente Lula para a tal festa que estava toda preparada e o nosso Presidente achou que seria a grande figura da noite. Até aí tudo muito natural, o seu governo investiu mais de 3 bi nas obras do Pan e o Rio de Janeiro nunca, em governo algum recebeu tanto dinheiro como no governo do companheiro Lula.
Lula e os responsáveis pelo cerimonial do Palácio do Planalto estavam crentes que iria abafar, pois estava cercado só de gente amiga. O que poderia dar errado aja visto que Lula vem tratando o RJ a pão de ló, tanto o Estado como o Município.
Ledo engano nosso Presidente, memória fraca a sua, o senhor já se esqueceu que o Prefeito do RJ é o senhor Cezar Maia do DEM, ex-PFL da antiga ARENA, a mesma dos verdes anos da ditadura e que Nuzman, presidente do COB é um inveterado direitista. O companheiro achou que gente dessa estirpe ira lhe propiciar a chance de triunfar em uma noite de gala a onde toda à alta burguesia carioca estaria a desfilar suas chiques roupas compradas a peso de ouro na Daslu (que continua a comercializar como se nada tivesse acontecido), enganou-se!
As vaias foram montadas pela burguesia carioca porque essa classe não engoliu a reeleição de um metalúrgico como Presidente do Brasil que mal ou bem esta retirando da miséria absoluta mais 50 milhões de pessoas, isso provoca pânico e repulsa nessa direita carcomida de ver esse mesmo povo feliz.
A mídia divulgou que os preços dos ingressos para a cerimônia de abertura do Pan ficaram entre R$ 20 e R$ 250. O objetivo é claro: pretende-se insinuar que os que vaiaram Lula são de todas as classes sociais. Não é bem assim. Segundo o portal Globo.com, os preços das entradas da abertura do Pan foram de R$ 20, R$ 100, R$ 150 e R$ 250. Contudo, já no dia de abertura da venda de ingressos nas bilheterias do Maracanã, os de R$ 20 já estavam esgotados. Só havia os mais caros. Não se sabe, ainda, onde foram parar os ingressos “populares”.
Mas há relatos de que o prefeito César Maia (DEM/PFL) promoveu ampla distribuição dos convites mais baratos para funcionários da prefeitura do Rio, sobre os quais ele detém poder de coação. Uma boa investigação descobrirá facilmente se o povão carioca não pôde assistir a cerimônia de abertura do Pan porque os ingressos de preços populares, que custam dinheiro público, foram entregues à claque de Maia. Há informes de que no dia da cerimônia de abertura do Pan, uma expressiva quantidade de ônibus lotados de funcionários da prefeitura do Rio saíram dessa mesma prefeitura rumo ao Maracanã. Com que ingressos os servidores públicos foram ao estádio se tais ingressos estavam “esgotados”? E por que saíram DA PREFEITURA?
Há, no You Tube, um vídeo que mostra que as vaias a Lula foram “ensaiadas” um dia antes da cerimônia de abertura do Pan. Esses são alguns dados que deixam uma, no mínimo, duvidas no ar.
Mas se as vais foram orquestradas ou não, a grande imprensa vai tentar de todas as formas imputá-las contra Lula de qualquer maneira, pois é o seu papel. O que nos cabe é repudiar veementemente essa pratica porque a burguesia não tem direito de vaiar e se alguém tiver que vaiar o Presidente, esse alguém somos nós da esquerda, os movimentos populare e sindical tendo em vista que Lula nunca deixou de contemplar os de cima (a burga).
Em nome de um governo de coalizão, Lula permite que os Estados façam uma política de criminalização da pobreza e os Movimentos Sociais; permiti às investidas do Governo Carioca no Morro do alemão, assassinando até este momento 44 trabalhadores; permiti que os recursos do FAT fossem investidos na construção da Vila Olímpica, onde despeja comunidades, constrói 17 prédios, 1480 apartamentos e serão posteriormente negociados a 180 mil reais não para o povo pobre que será despejado, mas para aqueles que certamente foram os mesmos que o vaiaram naquele estádio; por afirmar que depois que Sergio Cabral (PMDB) assumiu ‘Graças a Deus’ a segurança melhorou 1000% e dizer que esta política de segurança esta correta e será exemplo para o restante do país; por não ter observado os laudos e as informações da Anistia Internacional e da Comissão de Direitos Humanos da OAB e das famílias do complexo do alemão que afirma que dos 19 mortos na ultima mega operação, somente 9 foram identificados, sendo 3 adolescentes e um com menos de 13 anos. Que em todos os laudos apareciam tiros nas costa, na nuca, em pouca distancia e por informações de moradores muitos eram inocentes, demonstrando claramente que esta investida foi um massacre civil; por permitir que esta guerra feche escolas, postos de saúde; por permitir que fosse exigida folha corrida dos jovens para se capacitar como trabalhadores na Vila Olímpica, bem como ter dentes bonitos e completos e nenhuma tatuagem.
Teríamos em fim muito mais motivos para exigir do Nosso Presidente que deixasse de beneficiar os ricos e passasse a priorizar mais os pobres. Queremos, nós, que Lula realize já a reforma agrária, reajuste os salários de acordo com os índices do Dieese, aplique toda a CPMF na saúde, a cide nas estradas e que dê ensino publico e gratuito só para os pobres, aí com certeza ele não receberá vaias do povo.
veritasantos@bol.com.br

segunda-feira, 16 de julho de 2007

ESQUERDA MUDA DE MÃOS.

Todas as esperanças foram direcionadas no processo eleitoral, após os longos anos de ditadura militar. Com a redemocratização do Brasil os partidos políticos ganharam notoriedade e respeito popular, mas com o passar dos anos e com a proposital banalização das eleições pela mídia capetalista em conjunto com as oligarquias regionais, o povo percebe que não basta só eleger o Presidente da Republica ou o Vereador do seu Município, tem é que participar.
Participação esta que está representada na atuação dos movimentos populares como o MST, MAB, MPA, MNLM e do Movimento Estudantil.
Os estudantes universitários ocuparam a USP por mais de 40 dias ininterruptos e derrotou o governo tucano de Serra, os militantes do MST reuniram em Brasília, entre 11 e 15 de Junho mais de 17.500 delegados no seu 5° Congresso onde definiram uma nova estratégia no enfrentamento com a burguesia nacional e internacional.
Numa conjuntura onde as grandes transnacionais se aliam aos fazendeiros capitalistas, não basta lutar só pela terra. As lutas são por saúde, educação e uma alimentação saudável para toda a classe trabalhadora.
Com o avanço do agronegócio, do capital financeiro e das transnacionais os trabalhadores rurais definiram aprofundar as articulações com setores urbanos na construção de um projeto popular para o país onde se tenha uma reforma agrária de qualidade e se possa ter nas cidades uma vida melhor. Alem disso, de conquistar a terra o MST acaba com analfabetismo nos assentamentos/acampamentos onde já foram 50 mil sem-terras alfabetizados.
Essa mudança de direção política na esquerda brasileira está aí para quem quiser ver. Os partidos políticos estão preocupados só com a próxima eleição e os movimentos estão preocupados, também, com as eleições, mas estão ocupando terras improdutivas, prédios desocupados e o mais importante, estão criando consciência de classe nas cabeças de seus militantes, onde se aprende a ser solidários, fraterno e ter orgulho de ser trabalhador e brasileiro.
Isso não quer dizer que não devemos mais votar, temos que continuar votando, mas sabendo que só o voto não basta, é preciso participar, fiscalizando o candidato em quem se votou, exigindo dele honestidade e fidelidade naquilo que prometeu e na história do seu partido. Tanto no campo como na cidade devemos participar em tudo que pudermos, devemos ser ativo-participativos.
Os movimentos populares conquistaram confiabilidade dos seus militantes, o MST se propõe a conquistar a terra, vai e faz, ocupa e distribui à terra conquistada, o mesmo faz o MNLM-Mov. Nacional de Luta pela Moradia, ocupa, organiza o povo em cooperativa, enfim faz acontecer e assim o Mov. Dos Atingidos por Barragens-MAB que luta por aqueles que perderam suas terras para as hidrelétricas.
E assim todos os demais movimentos populares que realizam aquilo que se propuseram a fazer onde cada militante sabe o quanto é importante para o movimento dar certo.
veritasantos@bol.com.br

sábado, 14 de julho de 2007

Palestina....

....Quarenta anos ocupada.
As disputas que envolvem os povos do Oriente Médio se misturam com aspectos religiosos e políticos. Todos eles muito carregados de fundamentalismos de ambos os lados, onde cada grupo usa as pregações proféticas para justificar os seus atos como sendo estes, os atos e ações corretas.
Essa história é milenar, mesmo e bem antes do nascimento de Jesus Cristo já aconteciam atrocidades em “nome de DEUS”. Desde então Israel se auto-intitulam o “povo de Deus” e em seu “nome”, seus governantes, cometem as maiores atrocidades contra os povos árabes, em especial ao povo Palestino.
Milhares de anos antes de Cristo o povo de Israel vivia em um sistema tribal, onde a democracia prevalecia, ao longo da história aconteceram várias invasões e os judeus foram expulsos de suas terras. Mas os palestinos conseguiram sobreviver também a todas essas invasões e permaneceram em suas terras.
Com a criação do Estado de Israel, em 1948, dá inicio as ações de extrema violência por parte das forças sionistas contra os palestinos, expulsando-os de suas terras. A criação do Estado de Israel é fruto de um grande acordo entre as grandes potencias imperialistas mundiais que em 1922, definiram a divisão do Oriente Médio após a 1ª grande guerra mundial, onde a Palestina e o Iraque pertenciam ao Mandato Britânico e em um documento (Declaração de Balfour) definiu a partilha e decretou a criação de Israel no território da Palestina.
A partir de então a Palestina que pertencia à Jordânia, foi comprada, lote por lote, por Judeus ricos, poderosos donos de grandes bancos por todo o mundo, controladores das grandes redes de comunicações/agencias internacionais de noticias (TV, Rádio e Jornais) e por isso com grande influencia política. Após essa estratégia bem sucedida, em 1947, os judeus entram na ONU com o pedido de criação do Estado de Israel e um brasileiro, Osvaldo Aranha, então chefe da delegação brasileira na ONU, presidiu a II Assembléia da ONU e para desempatar, votou pela partilha da Palestina a favor de Israel.
A partir da criação do Estado Israel em 1948, o martírio dos palestinos não teve mais fim, naquele momento suas casas foram destruídas, aproximadamente 650 mil palestinos foram presos e outros tantos foram mortos em nome de um projeto imperialista de construção de Israel que usa o mito religioso para criar e sustentar uma vontade política.
O ano de 1967, na guerra dos Seis Dias como a ocupação dos territórios de Jerusalém, Gaza, Cisjordânia os palestinos foram encurralados e são massacrados por Israel até os dias atuais, tento em vista a construção, a partir de 2002, do muro que cerca as cidades palestinas fragmentando o território da Cisjordânia representando o ponto alto da força militar de Israel. Portanto são 40 anos (10 de junho) de invasão israelense nos territórios palestinos que impede o povo de viver em uma sociedade multicultural, aberta e com uma grande possibilidade de diferenças viverem juntos.
De acordo a enciclopédia Wikipéia obtendo o seu nome de Sião (Sion, Zion) que é o nome de um monte nos arredores de Jerusalém, o Sionismo é um movimento político que defende o direito à autodeterminação do povo judeu e à existência de um Estado Judaico. Ele se desenvolveu a partir da segunda metade do século XIX, em especial entre os Judeus da Europa central e da Europa do Leste, mas que infelizmente se transformou na antítese de convivência pacífica entre árabes e judeus.
Até quando haverá esse massacre e o mundo ficará calado?
veritasantos@brturbo.com.br

6ª Conferência Estadual de Saúde, de 1 a4 de Setembro de 2011, em Tramandaí/RS

14ª Conferência Nacional de Saúde, de 30 de Novembro a 04 de Dezembro, em Brasilia.

1ª Conferência de Saúde Ambiental de Viamão.

1ª Conferência de Saúde Ambiental de Viamão.
Itamar Santos é eleito Delegado à etapa Estadual.

Representantes de Viamão na I Conferência Nacional de Saúde Ambiental-Etapa Estadual

Representantes de Viamão na I Conferência Nacional de Saúde Ambiental-Etapa Estadual
Verônica-PMV, Delmar-ONG, Simone-UAMVI, Itamar Santos-Mov. Sindical.

A Igreja Matriz de Viamão.

A Igreja Matriz de Viamão.
Referência de um Povo.

As 10 estratégias de manipulação midiática, por Noam Chomsky

Neoliberalismo e Globalização. Saiba o que são!

Juizes e suas Mordomias! Isso o JN não mostra.

CHÊ

CHÊ
O Maior Revolucioário que já viveu!!!

Bandeira do nosso time.

Bandeira do nosso time.

Eu sou Gaúcho

Eu sou Gaúcho
Mas,bah! Tche!

fidel

fidel
Um Lider

Saramago disse:

Eu na Internet

Charges que falam por si!!!!

Charges que falam por si!!!!
Sarney

Ataque aos Trabalhadores I

Ataque aos Trabalhadores I
Bm usa cavalaria contra MST em São Gabriel.

Ataque aos Trabalhadores

Ataque aos Trabalhadores
Trabalhadores encurralados pela BM em São Gabriel.

Assassinato do Trabalhador Rural Elton Brum em São Gabriel-RS

Assassinato do Trabalhador Rural Elton Brum em São Gabriel-RS
Marcas do tiro de calibre 12, arma da BM do Governo Yeda(PSDB,PMDB,PTB,PP,DEM) - Fotos do rsurgente-

Assassinato de São Gabriel

Assassinato de São Gabriel
Tiro a traição, da BM, mata trabalhador rural em São Gabriel.

A Guerra.

A Guerra.
BM usa armas de guerra contra MST em São Gabriel.

Paim prestigia ato em Viamão.

Paim prestigia ato em Viamão.
Paim observa discurso de Itamar Santos.

E o Congresso?

E o Congresso?
Sarney

Os Congressistas.

Os Congressistas.
Da coleção Sarney 2009

Visitantes. A partir de 05/10-2009

Paim em Viamão.

Paim em Viamão.
Ronaldo, Senado Paim, Itamar Santos e Ridi.