Quem sou eu

Minha foto
Viamão, RS, Brazil
Trabalhador, de Esquerda e Socialista!

Meu Site

Meu Site
Um Click e conheça quem é Itamar Santos

Total de visualizações de página

1ª CVS Rs

1ª CVS Rs
6,7 e 8 de Outubro de 2017 na FETAG RS.

1 ª CVS RS

1 ª CVS RS
Fetag RS

Eleição do CES RS

Eleição do CES RS
Eleito Vice Presidente do CES RS em 15-12-16

O Nosso Estado.

O Nosso Estado.
Rio Grande do Sul

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

No Limite.



Qual é o teu limite?

O meu já acabou há muito tempo.

A realidade brasileira esta exemplificada nas programações bizarras apresentadas pelas redes nacionais de televisão que impõe aos seus participantes condições que transitam desde a promiscuidade física/sexual até o constrangimento individual de ingerir ingredientes nojentos e impróprios para o consumo humano como condicionante para galgarem status social e ganharem recompensa financeira.

Até que ponto vai à capacidade humana de se expor para ter muito dinheiro, bem mais de que suas necessidades?

Esta aculturação pela banalidade humana é propositalmente difundida pelo conjunto da mídia brasileira que representa os interesses da sua classe capitalista, tanto nacional como internacional, transformando o povo ou importante parcela dele em uma enorme massa de manobra consumista de fácil persuasão e educada a “levar vantagem” não importando para isso desprezar valores éticos e morais para poderem alcançar este objetivo.

Esse processo pejorativo é estratégico para a política defendida por aqueles que querem ver seus interesses pessoais atendidos e na política é fundamental para que isso aconteça, ou seja, quanto mais escândalos, atos de corrupção e não-indentificação partidária em relação a estes fatos é muito bom.

Pois quanto mais desinformado for o povo, este fica mais vulnerável para ser direcionado conforme os interesses desta classe que se mantém dominando os poderes no Brasil como podemos perceber no caso recente no Senado Federal, onde Sarney e seus partidários dominam as duas casas legislativas.

E o pior disso tudo. Esta dominação se dá através e a partir do voto popular que elegeu estes políticos como ditam as “leis democráticas” vigentes.

Na nojenta política brasileira o Partido que mais perde com esta lambança é o PT, por ser este o Partido que representa a esperança de realizar as verdadeiras mudanças no Brasil.

Sabedores desta condição transformadora do PT, a grande mídia promove uma ampla campanha de difamação do partido como um todo, colocando todos os seus integrantes no mesmo saco.

Pará lá, cara pálida!!!

Nem os dedos de uma mesma mão são iguais.

Já com referência aos demais partidos e entre eles o PMDB que está sempre grudado ao Governo não importando o Governante de Plantão, seja em Brasília ou aqui no RS e alem disso, está sempre com algum de seus deputados, senadores ou secretários de estado, envolvidos nos atos de corrupção do presente como do passado.

Mais uma vez cabe salientar que temos no Brasil uma imprensa/mídia que é parcial e tendenciosa, pois exime os seus partidos mesmos estando envolvidos nos atos danosos ao país.

A eleição do Presidente Lula, em 2002, e neste período de seu governo, não conseguiu mudar esta prática por ter optado por ser um governo de conciliação e tentar mudar esta cultura nefasta através da realização de “pactos”.

Ledo engano do Presidente e da atual direção do PT que a partir de 1995 adotou esta política conciliatória que visa atrair setores da burguesia brasileira para um “governo de coalizão” que entre outras coisas escolheu para isto a “governabilidade congressual” em detrimento da “governabilidade social”.

A escolha pela chamada governabilidade congressual leva o Governo do PT a realizar “pactos” repugnantes como este que “inocenta” corruptos encastelados em Brasília com o aval do voto popular que os elegeram Senadores e Deputados Federais regida por uma dita “democracia” que privilegia os interesses de uma única classe social, na qual pessoas como nós não estão incluídas.

Ao optar por uma “governabilidade social” o PT está sendo autêntico e fiel ao período de sua criação, onde o apoio popular forçaria a conclusão das reais mudanças que o povo brasileiro necessita e nos afastaria deste tipo de política fisiológica que eleva o individual ou invés do coletivo, mas para isso necessitamos disputar esta prática no interior do PT.

Esta disputa se dará mais uma vez no próximo mês de novembro, quando o Partido estará escolhendo os seus dirigentes em todos os níveis.

Desde Viamão até o Acre o PT e os petistas vão optar qual será a prática partidária a ser adotada para o próximo período, ou seja, a prática atual adotada pelo Presidente do PT Nacional Ricardo Berzoini que privilegia a tal da “governabilidade congressual” que é mantida pelo fisiologismo dominante nos partidos tradicionais (PMDB, PTB, PSDB, PP, DEM), portanto amplamente prejudicial ao PT e ao povo pobre do Brasil.

Ou a adoção de um Governo que privilegie o apoio representado pelos movimentos populares que reivindicam a efetivação da reforma agrária na sua integralidade onde aja apoio financeiro para a real fixação das famílias no campo.

Um governo que garanta os percentuais de aplicação de recursos orçamentários constitucionais para a saúde e educação, bem como a elevação do financiamento para estas áreas dos atuais 4% do PIB para 7%, retirando o veto de FHC a esta meta, conforme consta no atual Programa de Governo de LULA.

Um governo que efetive medidas de comprovado impacto social capaz de criar um efetivo e permanente crescimento sobre a produção e o consumo interno através do aumento real do valor do salário mínimo e das aposentadorias, bem como a proibição do desemprego nas empresas privadas que obtenham empréstimos públicos para desenvolverem seus negócios.

Estas são algumas das propostas que nos diferenciam no interior e fora do PT, pois há no país dois projetos políticos bem distintos entre si, ou seja, há aqueles que defendem uma sociedade fraterna e igualitária conquistada com a implementação do Sistema Socialista.

E há aqueles que defendem uma sociedade capitalista mantida através da exploração de uma minoria rica sobre uma maioria pobre que nunca poderá adquirir a sua emancipação porque isto não faz parte do projeto capitalista.

É entre estas duas fronteiras que transitam as nossas concepções sobre os destinos do Brasil e dos brasileiros, se há outra forma de resolver as mazelas da nação, ainda não foi inventada.

A humanidade se reeduca na maneira de viver substituindo o egoísmo pela fraternidade, o lucro pela partilha ou o nosso fim será muito pior dos retratados pelos aficionados pela ficção cinematográfica e até quem sabe pior que as previsões apocalípticas previstas da bíblia.

MSN: itamarssantos13@hotmail.com

terça-feira, 18 de agosto de 2009

FASE




Nesta sexta-feira, 21 de agosto, é dia de luto e de luta na FASE. Ato inicia às 8h no CASE POA 2

Nesta sexta-feira, 21 de agosto, a morte de nosso colega Paulo Renato completará um mês.

Até agora nenhuma providência foi tomada pelo Coronel-Presidente e sua equipe, ou seja, novos motins e novas mortes podem acontecer. E com a chuva, o frio, a possibilidade da epidemia de gripe A1, só contando com a dedicação extremada dos trabalhadores e a sorte.

Para marcar a data, os trabalhadores vão realizar um novo protesto às 8h em frente ao CASE POA 2 e às 9h, ato ecumênico em frente à FASE na avenida Padre Cacique.

As perguntas que não querem calar

Quando será o próximo seqüestro em custódia? Quando entrará outra arma jogada pelos pátios sem proteção? Quando será assassinado a tiros o próximo trabalhador? Quando será o próximo resgate em unidades? Quando serão estocados os próximos monitores? Quando sofrerão fraturas, cortes, hematomas? Quantos deles serão hospitalizados para tratamento psiquiátrico? Quantas seqüelas herdarão? Quantos ficarão incapacitados temporária ou permanentemente para o trabalho? Quando os trabalhadores da FASE receberão um salário digno que lhes permita cumprir sua carga horária normal para poder tentar ter enfim uma vida normal?

Por fim, quem sofrerá o próximo AVC?

Nestes caso, quem cuidará deles, de suas famílias, de seus compromissos? Certamente não será nem a instituição, que nunca o fez, nem o Coronel-Presidente.

Temos também que definir o que é motim. Segundo definição da língua portuguesa, diz-se de qualquer ato contra a autoridade civil ou militar, caracterizado por desobediência e revolta, com ou sem vítimas, com ou sem destruição de bens públicos. Levante, sublevação popular, revolta, tumulto. Ora, se o que ocorreu no CASE POA 2 não foi um motim foi exatamente o quê?

Outra questão...

Quem tem a competência para buscar socorro: quem está comodamente sentado em sua poltrona, deliciando-se (ou enfurecendo-se, quem sabe) com os noticiários, ou quem está no epicentro da fogueira, ou se preferir, no olho do furacão? Desde quando um chefe de equipe não tem autonomia para chamar a BM? Só se for hoje, porque o procedimento sempre foi este. Ou quem sabe, espera-se para que a ordem venha dos devidos escalões, e ao invés da Polícia de Choque, chamaremos os carros funerários.

Concluindo: Se seguirmos a lógica dos procedimentos corretos, acaso teríamos tantos tumultos em instituições organizadas, com população adequada, com atividades que preenchessem o tempo dos adolescentes que estão sob a guarda do Estado? Alguém se rebela por receber boas condições de atendimento? Não deveríamos nós ressocializar os autores de ato infracional? Ou apesar da missão a que nos propomos e pela qual recebemos, somos coagidos, pelas condições de trabalho a fornecer-lhes uma dose extra de revolta e motivos para seguir a opção iniciada? Afinal, se o lado certo das coisas tem a FASE como exemplo, o que eles podem pensar? Ou voltamos ao tempo do Código de Menores, onde o Menor era preso como punição e castigo, e não para sua recuperação?

Fonte: www.semapirs.com.br

Entreguismo? De quem?



Apesar da crise que assola o planeta ser de proporções imensuráveis e de final incerto; apesar dos Governos/Estados socorrerem com trilhões das reservas nacionais a farra especulativa dos capitalistas mundiais e com isto demonstrando que esta crise é uma Crise do Sistema Capitalista que historicamente nunca resolveu os problemas criados pelo próprio sistema, há aqueles que por opção ideológica o defendem com unhas e dentes em detrimento da verdade.

Dentro do ponto de vista ideológico não há nada de grave fazer esta ou aquela defesa, deste ou daquele sistema político/econômico. O repudio é o impedimento de termos os mesmos espaços para exercermos a possibilidade do contraditório, peça fundamental na dita democracia.

O Brasil passa nos últimos sete anos por um lento, mas permanente processo de redemocratização da vida do seu povo e volta e meia somos interpelados nos grandes meios de comunicação, dominados pela burguesia nacional-representante capitalista, os quais não dão trégua aos projetos políticos desenvolvidos pelo Governo Federal e executados pelo Presidente LULA.

O alvo da burguesia e de seus articulistas pré-pagos são os projetos de cunho social que venha a criar uma cultura de independência nas populações periféricas que nunca tiveram acesso a nada neste país que não viesse das “mãos-santas” dos vários modelos de coronéis ainda existentes no país.

Neste período o Brasil e a América Latina vivem um momento importantíssimo ao conjunto das forças populares, constituindo a existência de um bloco de governos de esquerda/progressista que apesar de todas as contradições postas pela própria diversidade cultural entre esses países e pela adivercidade enfrentada pela correlação de forças das classes internamente, isto tem limitado a ação imperialista no Continente.

A reação frente a esta conjuntura é ideologicamente articulada entre os representantes das burguesias internacionais e isto se percebe nos constantes ataques sofridos por estes governos através dos meios de comunicação.

Tudo aquilo que é realizado por Chaves, na Venezuela, por Evo, na Bolívia, por Lugo, no Paraguai ou por Lula, no Brasil que venha a limitar o poder privado de exercer ou de manter os seus lucros ou de seus sócios internacionais são duramente atacados como sendo atos ditatórios ou como ações entreguistas.

Cabe relembrar que os “entreguistas” do Brasil foram aqueles que “bondosamente” deram ao capital privado internacional todo o parque elétrico e de telefonia brasileira nos anos neoliberais de Collor e de FHC ou já se esqueceram que aqui no RS, Antonio Britto entregou a troco de bananas a CRT e a grande parte da CEEE.

Aqueles que atacam Lula por ter revisto o acordo entre Brasil e Paraguai referente à Itaipu calam-se quando Lula garante a produção e o comércio de automóveis através da redução de IPI sem que isso tenha impedido a volúpia patronal de demitir trabalhadores ou silenciam frente à cobrança escorchante dos juros bancários mantendo seus lucros estratosféricos.

Estes ataques não são porque o Brasil vai ou não perder reservas (dinheiro) com este acordo. Os ataques são veementes e ideológicos porque esta sendo realizado entre dois governos que tem os mesmos interesse e entre esses interesses esta a defesa de suas riquezas naturais com o objetivo de direcioná-las para beneficio de seus povos.

Esta gritaria se deu quando o Brasil, através na Petrobras, respeitou a soberania do povo boliviano remunerando o Gás Natural explorado naquele país com justiça e nem por isso ocorreu falta ou acréscimo dos preços praticados aqui.

Agora não será diferente e a energia elétrica brasileira não encarecerá e muito menos haverá desabastecimento.

E se alguém tem que pagar mais e com justiça social pela energia elétrica consumida aqui no Brasil são as grandes indústrias de aço, alumínio e de celulose que pagam geometricamente menos que o povo trabalhador deste maravilhoso país.

MSN: itamarssantos13@hotmail.com

6ª Conferência Estadual de Saúde, de 1 a4 de Setembro de 2011, em Tramandaí/RS

14ª Conferência Nacional de Saúde, de 30 de Novembro a 04 de Dezembro, em Brasilia.

1ª Conferência de Saúde Ambiental de Viamão.

1ª Conferência de Saúde Ambiental de Viamão.
Itamar Santos é eleito Delegado à etapa Estadual.

Representantes de Viamão na I Conferência Nacional de Saúde Ambiental-Etapa Estadual

Representantes de Viamão na I Conferência Nacional de Saúde Ambiental-Etapa Estadual
Verônica-PMV, Delmar-ONG, Simone-UAMVI, Itamar Santos-Mov. Sindical.

A Igreja Matriz de Viamão.

A Igreja Matriz de Viamão.
Referência de um Povo.

As 10 estratégias de manipulação midiática, por Noam Chomsky

Neoliberalismo e Globalização. Saiba o que são!

Juizes e suas Mordomias! Isso o JN não mostra.

CHÊ

CHÊ
O Maior Revolucioário que já viveu!!!

Bandeira do nosso time.

Bandeira do nosso time.

Eu sou Gaúcho

Eu sou Gaúcho
Mas,bah! Tche!

fidel

fidel
Um Lider

Saramago disse:

Eu na Internet

Charges que falam por si!!!!

Charges que falam por si!!!!
Sarney

Ataque aos Trabalhadores I

Ataque aos Trabalhadores I
Bm usa cavalaria contra MST em São Gabriel.

Ataque aos Trabalhadores

Ataque aos Trabalhadores
Trabalhadores encurralados pela BM em São Gabriel.

Assassinato do Trabalhador Rural Elton Brum em São Gabriel-RS

Assassinato do Trabalhador Rural Elton Brum em São Gabriel-RS
Marcas do tiro de calibre 12, arma da BM do Governo Yeda(PSDB,PMDB,PTB,PP,DEM) - Fotos do rsurgente-

Assassinato de São Gabriel

Assassinato de São Gabriel
Tiro a traição, da BM, mata trabalhador rural em São Gabriel.

A Guerra.

A Guerra.
BM usa armas de guerra contra MST em São Gabriel.

Paim prestigia ato em Viamão.

Paim prestigia ato em Viamão.
Paim observa discurso de Itamar Santos.

E o Congresso?

E o Congresso?
Sarney

Os Congressistas.

Os Congressistas.
Da coleção Sarney 2009

Visitantes. A partir de 05/10-2009

Paim em Viamão.

Paim em Viamão.
Ronaldo, Senado Paim, Itamar Santos e Ridi.