Quem sou eu

Minha foto
Viamão, RS, Brazil
Trabalhador, de Esquerda e Socialista!

Meu Site

Meu Site
Um Click e conheça quem é Itamar Santos

Total de visualizações de página

1ª CVS Rs

1ª CVS Rs
6,7 e 8 de Outubro de 2017 na FETAG RS.

1 ª CVS RS

1 ª CVS RS
Fetag RS

Eleição do CES RS

Eleição do CES RS
Eleito Vice Presidente do CES RS em 15-12-16

O Nosso Estado.

O Nosso Estado.
Rio Grande do Sul

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Mentir faz mal a saúde.




Muito se fala em saúde no Brasil e no mundo, inclusive Obama esta sendo chamado de socialista porque aprovou uma Lei que minimamente universaliza a Saúde em seu país. Que Marx não se retorça em seu mausoléu.



Mas a verdade fica somente como chamada do sindicato medico (SIMERS) em suas inúmeras inserções nos mais diversos meios midiáticos, outro detalhe para remoção fúnebre de qualquer sindicalista veterano.



Este mesmo sindicato que já ingressou na justiça para permitir a cobrança “por fora” da tabela do SUS e briga com o Prefeito Fortunati contra a criação di Instituto do PSF, omite da sociedade riograndense que sua turma do Jaleco Branco atende muito mau os pacientes do SUS quando estão nas unidades básicas de saúde (Postos de Saúde).



Antes de declinar minha opinião sobre estas duas demandas fundamentais para a solução da crise de gestão porque passa a saúde pública no Brasil quero fazer algumas pleliminares.



O PSF (Programa de Saúde da Família) é o modelo de saúde Cubano que foi acapitalizado pelo então Presidente Fernando Henrique Cardoso utilizando meios privatizantes para executar este programa puramente coletivo e socialmente justo. Desde então nenhum Governante Federal ou estadual teve vontade política para recolocar o PSF a disposição do publico sendo dirigido e controlado por aqueles que dele necessitam.



Os defensores do sistema capitalista brasileiro defendem com unhas e dentes que todos os serviços públicos sejam privatizados e principalmente os serviços relacionados à saúde pública para isto criaram mecanismos como as OSIPS, Fundações e ou os Institutos de direito privado para executarem as tarefas relacionadas à saúde que genuinamente é um serviço público de competência Estatal.



Temos vários maus exemplos de privatização realizado ao longo dos anos onde podemos pegar os ocorridos aqui no RS, em Porto Alegre temos o caso, até hoje sem explicação, da Solos e em Viamão a Faurgs onde os médicos se demitiram porque não queriam cumprir às 8 horas contratadas por um salário de aproximadamente R$ 8.000,00 mensais e até hoje não foram repostos novos profissionais, só dois exemplos, mas tem muito mais.



O PSF é o ideal para desafogar os serviços secundários e terciários do SUS, pois ele foi concebido para atender a população delimitada por área geográfica compreendendo o atendimento, em casa, de em torno de 700 famílias por equipe: Um médico comunitário, um enfermeiro, três tec. em enfermagem e quatro agentes comunitários de saúde, estes tem que serem moradores da área. Esta equipe é capacitada tecnicamente para atender todos os casos e hierarquizando os casos mais complexos aos níveis secundários e terciários.



Após o atendimento dos níveis secundário ou terciário também é de competência desta equipe dar seguimento ao tratamento do paciente em questão.



É dever do Estado/Município/União garantir toda a estrutura para manter tantas quantas equipes for necessária para cobrir todo o território na proporção acima definida. Uma vez todo o território coberto pelas ESF terá uma significativa redução dos serviços hospitalares e consecutivamente os custos serão reduzidos.



Então o problema da saúde pública é de gestão política. O fato de ser ou não ser servidor público é mera cortina de fumaça para justificar  a privatização dos serviços públicos de saúde, portanto cabe ao poder público contratar, via concurso público, os profissionais necessários e faze-los cumprir o contrato com qualidade e profissionalismo.



Aqueles que não querem cumprir o contratado que não se habilite ou se exonere. Sobre este “detalhe” debateremos num outro momento.







Nenhum comentário:

6ª Conferência Estadual de Saúde, de 1 a4 de Setembro de 2011, em Tramandaí/RS

14ª Conferência Nacional de Saúde, de 30 de Novembro a 04 de Dezembro, em Brasilia.

1ª Conferência de Saúde Ambiental de Viamão.

1ª Conferência de Saúde Ambiental de Viamão.
Itamar Santos é eleito Delegado à etapa Estadual.

Representantes de Viamão na I Conferência Nacional de Saúde Ambiental-Etapa Estadual

Representantes de Viamão na I Conferência Nacional de Saúde Ambiental-Etapa Estadual
Verônica-PMV, Delmar-ONG, Simone-UAMVI, Itamar Santos-Mov. Sindical.

A Igreja Matriz de Viamão.

A Igreja Matriz de Viamão.
Referência de um Povo.

As 10 estratégias de manipulação midiática, por Noam Chomsky

Neoliberalismo e Globalização. Saiba o que são!

Juizes e suas Mordomias! Isso o JN não mostra.

CHÊ

CHÊ
O Maior Revolucioário que já viveu!!!

Bandeira do nosso time.

Bandeira do nosso time.

Eu sou Gaúcho

Eu sou Gaúcho
Mas,bah! Tche!

fidel

fidel
Um Lider

Saramago disse:

Eu na Internet

A Verdade por Serra.

Loading...

Charges que falam por si!!!!

Charges que falam por si!!!!
Sarney

Ataque aos Trabalhadores I

Ataque aos Trabalhadores I
Bm usa cavalaria contra MST em São Gabriel.

Ataque aos Trabalhadores

Ataque aos Trabalhadores
Trabalhadores encurralados pela BM em São Gabriel.

Assassinato do Trabalhador Rural Elton Brum em São Gabriel-RS

Assassinato do Trabalhador Rural Elton Brum em São Gabriel-RS
Marcas do tiro de calibre 12, arma da BM do Governo Yeda(PSDB,PMDB,PTB,PP,DEM) - Fotos do rsurgente-

Assassinato de São Gabriel

Assassinato de São Gabriel
Tiro a traição, da BM, mata trabalhador rural em São Gabriel.

A Guerra.

A Guerra.
BM usa armas de guerra contra MST em São Gabriel.

Paim prestigia ato em Viamão.

Paim prestigia ato em Viamão.
Paim observa discurso de Itamar Santos.

E o Congresso?

E o Congresso?
Sarney

Os Congressistas.

Os Congressistas.
Da coleção Sarney 2009

Visitantes. A partir de 05/10-2009

Paim em Viamão.

Paim em Viamão.
Ronaldo, Senado Paim, Itamar Santos e Ridi.